A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1901-1955)
Eng. Busch Varella
Taquaritinga
Sócrates de Andrade
...

Tronco EFA-1970

IBGE-1954
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2000
...

 
E. F. Araraquara (1901-1955)
TAQUARITINGA
(antiga RIBEIRÃOZINHO)
Município de Taquaritinga, SP
Linha-tronco original - km 82,446   SP-2913
    Inauguração: 07.02.1901
Uso atual: revendedora de tratores   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1929
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 1960. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: A velha estação de Ribeirãozinho foi inaugurada em 1901, muito pouco tempo depois da fundação da cidade. Situada


ACIMA: Fato pouco estudado em 1902, a revolução pró-monarquia ocorrida em São Paulo tomou na época a estação da cidade (Dirceu Salles, Folha da Manhã, 21/3/1948)

às margens do córrego que tem esse nome, a cidade cresceu rapidamente e logo se emancipou, com o nome de Taquaritinga. Ganhou em 1929 uma estação maior (teria ele sido contruído no mesmo ponto da estação anterior e original?), com armazéns e muito movimento em volta, embora estivesse relativamente longe do centro da cidade, tendo direito a um hotel à sua frente. Neste ano, o jornal Folha da Manhã (1/5/1929) escrevia que "estão muito adiantadas as obras da nova estação ferroviária de Taquaritinga. O prédio é magnífico e se adapta perfeitamente ao fim que lhe é destinado, deverá ficar concluído dentro de poucos meses". Não durou tanto assim esse prédio, apenas cerca de 25 anos. Em 1955, a retificação da EFA chegou à
cidade, costeando-a pelo norte e eliminando a estação original da linha. A nova estação foi construída num bairro afastado. O prédio foi desativado e hoje serve a uma revendedora de tratores e caminhões, da Mercedes e da Massey-Ferguson. Ainda lembra uma estação, mas está bastante descaracterizado. Em volta, prédios abandonados, inclusive o outrora movimentado hotel.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Folha da Manhã, 1929; Carlos Cornejo e Eduardo Gerodetti: Lembranças de São Paulo 3, 2003; Mapas - acervo Ralph M. Giesbrecht)
     

A estação ainda ativa, provavelmente anos 1940. Foto extraída do livro de Gerodetti e Cornejo, Lembranças de São Paulo 3, 2003.

A estação velha de Taquaritinga, em 16/09/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht
 
     
     
Atualização: 21.10.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.