A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Santana da Ponte Pensa
Três Fronteiras
Santa Fé do Sul
...

Tronco EFA-1970
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Araraquara (1952-1971)
FEPASA (1971-1998)
TRÊS FRONTEIRAS
Município de Três Fronteiras, SP
Linha-tronco - km 414,209 (1960)   SP-2939
Altitude: 391 m   Inauguração: 18.10.1952
Uso atual: abandonada (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 60. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Três Fronteiras foi inaugurada em 1952, quatro anos depois da fundação da cidade. Era um barracão de madeira, substituída mais tarde (quando?) por uma estação de alvenaria. Esta se tornou município em 1959. Em 1986, a estação

ACIMA: O antigo armazém do pátio ferroviário de Três Fronteiras. Parece ter ainda alguma utilidade para alguém (Foto Rafael Correa, março de 2009). ABAIXO: Na estação abandonada, a plataforma coberta de mato e o sempre presente dístico com o nome da estação na plataforma (Foto Silvio Rizzo em 5/8/2015).

estava bem conservada, e aberta. Dali saía um pequeno ramal de serviço para uma pedreira da FEPASA, que na época já estava desativada. Na verdade, depois de um perído de abandono entre o final dos anos 1970 e o início dos anos 1980, a estação passou por uma reforma, em 1983, sendo reaberta, fato que ganhou uma placa comemorativa do governo Montoro. Porém, nos anos 1990, depois de fechada, voltou ao abandono total. Fica longe da cidade, e o local, segundo Hermes Hinuy, é assustador, com a vila ferroviária e a estação totalmente abandonadas. "Parece que esta estação é constantemente esquecida pela cidade. Na sua frente há uma placa de 1986 que indica uma reforma na estação, após anos de abandono. Quinze anos depois a história

À ESQUERDA: notícia do jornal Fo
lha da Manhã (atual Folha de S. Paulo) publicada em 17/10/1952 anunciando a abertura das cinco estações entre Jales e a terminal, Presidente Vargas, pela E. F. Araraquara.
se repete, mas parece que não surgirá outro prefeito bondoso. A vila de ferroviários (de onde tirei a foto) fica na parte alta do terreno, mas nela todas as casas estão abandonadas. A estação está desocupada e depredada, e assim já estava quando passei ali em 1993" (Rodrigo Cabredo, 09/2001).
(Fontes: Rodrigo Cabredo; Silvio Rizzo; Rafael Correa; Hermes Y. Hinuy; Folha da Manhã, 1952; EFA: Relatórios anuais, 1940-69; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

De madeira, o que foi a primeira estação da cidade. Local deserto, pode ter sido tomada no dia de sua inauguração em 1952 (Autor desconhecido - Wikipedia)

Estação de Três Fronteiras, em 09/2001. Foto Rodrigo Cabredo

A plataforma da estação, em 20/11/2001. Foto Hermes Y. Hinuy

A estação, em 20/11/2001. Foto Hermes Y. Hinuy

Placa comemorativa, de 1983, da reforma da estação, em foto de 20/11/2001. Foto Hermes Y. Hinuy

A estação em 03/2009. Foto Rafael Correa

A estação de Três Fronteiras em 5/8/2015. Foto Silvio Rizzo
   
     
Atualização: 13.08.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.