A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Bento de Abreu
Valparaiso
Aguapeí
...

Tronco NOB - 1935

mapa-1946
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Noroeste do Brasil (1932-1975)
RFFSA (1975-1996)
VALPARAÍSO
Município de Valparaíso, SP
Variante de Jupiá - km 62,652 (1937) Linha-tronco - km 329,607 (1960)   SP-2956
Altitude: 444 m   Inauguração: 01.10.1932
Uso atual: abandonada (2017)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1932?
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Noroeste do Brasil foi aberta em 1906, seguindo a partir de Bauru, onde a Sorocabana havia chegado em 1905, até Presidente Alves, em setembro de 1906. Em janeiro de 1907 atingia Lauro Müller, em 1908 Araçatuba e em 1910 atingia as margens do rio Paraná, em Jupiá, de onde atravessaria o rio, de início com balsas, para chegar a Corumbá, na divisa com o Paraguai, anos depois. O trecho entre Araçatuba e Jupiá, que até 1937 costeava o rio Tietê em região infestada de malária, foi substituído nesse ano por uma variante que passou a ser parte do tronco principal, enquanto a linha velha se tornava o ramal de Lussanvira. Em 1957, a Noroeste passou a fazer parte da Refesa. Transportou passageiros até cerca de 1995, quando esse transporte foi suprimido. Em 1996, a Refesa deu a concessão da linha para a Novoeste, que transporta cargas até hoje.
 
A ESTAÇÃO: A cidade foi fundada antes da chegada dos trilhos, em 1927, com o nome de Vale do Paraíso. A Noroeste inaugurou a estação em 1932, já como Valparaíso. Há outra fonte que dá a data de abertura da estação como sendo 01/12/1931.

Inicialmente na variante de Jupiá, onde foi ponta de linha por algum tempo, a estação passou a pertencer à linha-tronco em 1940.

No final de 2001 estava em estado até que razoável, com uma de suas salas sendo utilizada por uma academia de ginástica, tendo ainda um segurança que ficava no pátio da estação. Em 2013 abrigava uma tapeçaria - em parte do prédio, bastante mal cuidado. "Em Valparaíso encontrei uns dormentes e um auto de linha, além de colchões e objetos pessoais na passagem dentro da estação que vai de um lado ao outro dos trilhos. Nas portas da estação que estavam abertas, encontrei uma tapeçaria" (Odilio Pereira de Queiroz Neto, 1/11/2013).

Em 2017, o prédio etava abandonado e em péssimo estado.


ACIMA: No pátio da estação e além de um pontilhão, a locomotiva da ALL está estacionada (Foto Fernando S. Rodrigues, 10/5/2009). ABAIXO: Lamentaveis aspectos da estação - e do banheiro - de Valparaiso em 1/11/2013 (Fotos Odilio Pereira de Queiroz Neto).



À ESQUERDA: Reclamações contra o atraso dos trens de correio que saíam de Araçatuba (Folha da Manhã, 3/3/1946).
(Fontes: Odilio Pereira de Queiroz Neto; Fábio Vasconcellos; Adriano Martins; Marcello Tálamo; Carlos Coelho Netto; Fernando S. Rodrigues; José H. Bellorio; Folha da Manhã, 1946; E. F. Noroeste: Relação oficial de estações, 1937; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação na época da inauguração, c. 1932. Acervo Carlos Coelho Netto

Estação de Valparaíso, sem data. Foto cedida por Marcello Tálamo

A estação em julho de 1986. Foto José H. Bellorio

A estação, em 17/11/2001. Foto Fábio Vasconcellos

A estação, em 17/11/2001. Foto Fábio Vasconcellos

A estação, em 17/11/2001. Foto Fábio Vasconcellos

A estação em 02/2004. Foto Adriano Martins

A estação em 9/3/2017. Foto Silvio Rizzo
 
     
Atualização: 07.05.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.