A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Ligiana
Aracaçu
Vitorino Carmilo
...

ramal de Itararé-1935

IBGE-1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1998
...
 
Sorocabana Railway (1908-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1971)
FEPASA (1971-1998)
ARACAÇU
Município de Buri, SP
Ramal de Itararé - km 271,690 (1931)   SP-0935
Altitude: 603 m   Inauguração: 16.10.1908
Uso atual: abandonada e em ruinas (2013)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1908
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Itararé começou a ser construído em 1888, partindo da estação de Boituva, mas somente em 1895 chegou a Itapetininga, com extensão de 65 km. Somente em 1905 as obras foram retomadas, e em abril de 1909, a estrada chegou finalmente a Itararé. Sempre crescendo em importância por causa de sua ligação com o sul, o ramal passou a sair da estação nova de Santo Antonio - hoje Iperó - em 1928, aproveitando as obras de retificação e duplicação da linha-tronco, diminuindo o trecho em 23 km. Em 1951, a linha foi eletrificada até Morro do Alto. Em 1960, até Itapetininga e não passou daí. Em 1978, o tráfego de passageiros no ramal foi extinto. Em 1973 foi construído, de Itapeva, um ramal para Apiaí, e desse, outro para Pinhalzinho, que encontrava a nova linha que vinha da região de Curitiba. O trecho a partir de Itapeva acabou desativado depois que o trecho paranaense até Jaguariaíva foi suprimido, nos anos 90. Entretanto, em 22/12/1997, o trem de passageiros, voltou a funcionar, desta vez entre Sorocaba e Apiaí. O trem, com algumas interrupções, funcionou até fevereiro de 2001. O trecho entre Itapeva e Itararé teve os trilhos arrancados em 2001. Hoje, apenas as estações de Tatuí, Itapetininga e Buri ainda funcionam para carga de mercadorias, sob a administração da ALL.
 
A ESTAÇÃO: Aracassu, na época com dois ss, foi inaugurada em

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1934 - Demolição do rancho do patio

1908, e sobrevive até hoje como um prédio de madeira. O leito entre ela e Itapetininga, ponta de linha desde 1895, estava

ACIMA: Casa de turma em Aracaçu. Belíssima, está abandonada (Foto Nilton/Panoramio em 13/5/2011).


ACIMA: Um dos "pracinhas" da Segunda Guerra Mundial desembarcou na estação em 1945 (Folha da Manhã, 25/9/1945).

abandonado desde essa época. As obras do ramal foram retomadas somente em 1905, aproveitando-se o que ainda sobrava das obras anteriories. Deixou de receber passageiros com a extinção do trem em 1976. Foi usada como plataforma de embarque e desembarque de passageiros do trem Sorocaba-Apiaí, que circulou de dezembro de 1997 a fevereiro de 2001, primeiro com a Fepasa, depois com a ALL. Este somente parava ali nessa época se houvesse pessoas para subir ou descer. O trem parou especialmente na estação abandonada, em 13/05/1998, para que eu pudesse descer para fotografar. Em 2012, metade da construção já havia

ACIMA: A estação de Aracaçu e revolucionários de 1932 durante a Revolução Constitucionalista (Acervo Paulo Sérgio Santanna/Ricardo Della Rosa). ABAIXO: Pátio de Aracaçu em 1988 (Diário de Sorocaba, acervo Eric Mantuan).
jdesabado - é o fim. Quem se interessaria para salvar um prédio histórico como esse, longe de tudo e de todos e sem função?
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Thobias Pezzoni; Leandro Guidini; Nilton/Panoramio; André Luiz de Lima; Ricardo Della Rosa; Eric Mantuan; Paulo Sérgio Santanna; Carlos Roberto Almeida; Adriano Martins; Diário de Sorocaba, 1988; E. F. Sorocabana: relatórios anuais, 1900-69; IBGE, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Aracaçu em 1919. Acervo Leandro Guidini

A estação, em 13/05/1999. Ao lado, o trem. Foto Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, em 13/05/1999. Ao lado, o trem. Foto Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, em 13/05/1999. Ao lado, o trem. Foto Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação de Aracaçu em março de 2000. Foto Carlos Roberto Almeida

Casa de turma em alvenaria em Aracaçu, em 13/07/2003. Foto Adriano Martins

A estação em 13/07/2003. Foto Adriano Martins

A estação, já com uma metade desabada, em janeiro de 2012. Foto André Luiz de Lima
 
     
Atualização: 18.12.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.