A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Mundaú
Lourenço de Albuquerque
Rio Largo
...
Saída do ramal de Palmeira dos Índios: Urupema
...

Linha Sul (1940)
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Central de Alagoas (1884-1903)
Great Western (1903-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1975)
RFFSA (1975-1997)
CBTU (1997-)
LOURENÇO DE ALBUQUERQUE
Município de Rio Largo, AL
Linha Sul - km 315 (1960)   AL-3082
Altitude: 46 m   Inauguração: 02.12.1884
Uso atual: estação da CBTU   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha Sul, ou Recife-Maceió, é uma junção de três ferrovias: a E. F. Recife ao São Francisco, aberta entre 1858 e 1862 (foi a segunda ferrovia a ser aberta no Brasil), a E. F. Sul de Pernambuco, entre 1882 e 1894 e a E. F. Central de Alagoas, aberta em trechos entre 1871 e 1884, arrendada em 1880 à The Alagoas Railway Co. A primeira ligou Recife a Una (hoje Palmares), a segunda Una a Imperatriz (hoje União dos Palmares) e a terceira, Imperatriz a Maceió. Em 1901, a Great Western do Brasil Railway Co., empresa inglesa, ganhou a concessão das duas primeiras e, em 1903, a da última, unindo as linhas e diminuindo a bitola da primeira, em 1905, de 1.60 m para métrica. Em 1950, o Governo da União encampou a Great Western, transformando-a na Rede Ferroviária do Nordeste (RFN), que passou a ser um das subsidiárias da RFFSA em 1957 e que foi finalmente incorporada em uma de suas superintendências regionais em 1975. Finalmente, em 1997, foi cedida em concessão para a CFN - Cia. Ferroviária do Nordeste. Os trens de passageiros seguiram até os anos 1980. Somente sobram hoje os trens de subúrbio de Maceió e de Recife, que percorrem as duas pontas da linha.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Lourenço de Albuquerque foi inaugurada em 1884. Era ele um dos ministros do Império na época da construção da ferrovia. Hoje é a estação final do trem metropolitano da CBTU que parte da estação de Maceió. É também ali o ponto de saída do ramal de Palmeira dos índios, na verdade a linha que se comunica com o sul do país através da ponte sobre o rio São Francisco em Porto Real do Colégio, ligando a linha à estação de Propriá, antes da VFFLB e atualmente da FCA. A

ACIMA: Ponte ferroviária sobre o rio Mundaú, entre Lourenço de Albuquerque e Rio Largo, utilizada pelos trens da CBTU e próxima à primeira estação (Foto Gutierrez L. Coelho, 4/3/2010). ABAIXO: Trem da CBTU na plataforma de Lourenço de Albuquerque em 5/4/2005 (Foto Elias Vieira).
estação é muito simples. O que chama a atenção é uma enorme ponte que tem na entrada do pátio de quem vem do Sul. "Na estação de Lourenço de Albuquerque existe um triângulo de reversão cujas pontas são orientadas para Maceió, Bahia e Pernambuco. Falta levantar a data de construção, mas seguramente é dos tempos da Great Western. É a cara do Nordeste, uma estação sem qualquer isolamento da área urbana, roupas secando em varais improvisados na beira da linha e um calor de rachar" (Elias Vieira, 08/2005). Em junho de 2010, uma grande enchente levou os trilhos em Rio Largo e os trens passaram a fazer o percurso somente até Utinga. A linha em setembro de 2011 ainda estava em recuperação para que os trens voltem a chegar até Lourenço de Albuquerque. Esperamos que sim.
ACIMA: A estação de Lourenço de Albuquerque fica ao norte da sede do municipio de Rio Largo e na bifurcação da ferrovia: o ramal de Colégio sai para oeste. O que aparece no mapa é o povoado do mesmo nome; a estação, mesmo, fica na separação das linhas (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. n, 1960).

Quando pararam os trens de passageiros entre Recife e Maceió? Segundo a revista VEJA, edição de 23/3/1977, pararam no dia 15 de março desse ano. Os Guias Levi, no entanto, seguem mostrando trens de longa distância na linha pelo menos até junho de 1979. Depois disso, não tenho informações de até quando teriam rodado - ou se a revista estava certa e os guias, errados.

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1884 a 1973. Veja aqui horários em 1964 (Guias Levi). Trens metropolitanos (subúrbios) param até hoje.
(Fontes: Claudio Vitoriano; Gutierrez L. Coelho; Elias Vieira; Coaraci Camargo; Carlos Alberto Martins da Matta; Boletim: Trem urbano de Maceió, 2002; Douglas A. Tenório: Capitalismo e Ferrovias no Brasil, 1996; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. n, 1960; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Lourenço de Albuquerque, sem data. Foto Carlos Alberto Martins da Matta

A estação de Lourenço de Albuquerque em 2005 com o trem metropolitano de Maceió. Foto Elias Vieira

A estação em 4/3/2010. Foto Gutierrez L. Coelho
     
Atualização: 27.11.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.