A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Mercado
Maceió
Jaraguá
...

Linha Sul (1940)
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1996
...
 
E. F. Central de Alagoas (1884-1903)
Great Western (1903-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1975)
RFFSA (1975-1997)
CBTU (1997-)
MACEIÓ
Município de Maceió, AL
Linha Sul - km 336 (1960)   AL-3084
Altitude: 4 m   Inauguração: 02.12.1884
Uso atual: estação da CBTU   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha Sul, ou Recife-Maceió, é uma junção de três ferrovias: a E. F. Recife ao São Francisco, aberta entre 1858 e 1862 (foi a segunda ferrovia a ser aberta no Brasil), a E. F. Sul de Pernambuco, entre 1882 e 1894 e a E. F. Central de Alagoas, aberta em trechos entre 1871 e 1884, arrendada em 1880 à The Alagoas Railway Co. A primeira ligou Recife a Una (hoje Palmares), a segunda Una a Imperatriz (hoje União dos Palmares) e a terceira, Imperatriz a Maceió. Em 1901, a Great Western do Brasil Railway Co., empresa inglesa, ganhou a concessão das duas primeiras e, em 1903, a da última, unindo as linhas e diminuindo a bitola da primeira, em 1905, de 1.60 m para métrica. Em 1950, o Governo da União encampou a Great Western, transformando-a na Rede Ferroviária do Nordeste (RFN), que passou a ser um das subsidiárias da RFFSA em 1957 e que foi finalmente incorporada em uma de suas superintendências regionais em 1975. Finalmente, em 1997, foi cedida em concessão para a CFN - Cia. Ferroviária do Nordeste. Os trens de passageiros seguiram até os anos 1980. Somente sobram hoje os trens de subúrbio de Maceió e de Recife, que percorrem as duas pontas da linha.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Maceió foi inaugurada em 1884. Isto oficialmente, porque, em 1871, já estava pronta a linha entre a estação de Jaraguá, no porto de Maceió, e a estação da cidade, e

ACIMA: A estação em 1906. Note-se a posição em relação ao mar (Revista da Semana, 9/12/1906). ACIMA: Parte de mapa de Maceió por volta de 1995 mostra a estação central da cidade (centro- esquerda, nro. 15) (EMATUR - Copyright Quatro Rodas - Editora Abril).

no ano seguinte, já ela seguia até a povoação de Bebedouro, tocada pela E. F. Central de Alagoas já com trens de passageiros e cargueiros e também dela se utilizando para bondes a tração animal. Em Bebedouro a linha ficou parada por anos, tendo sido prolongada somente depois de 1880, quando os ingleses da The Alagoas Ry. Co. Ltd. obtiveram a concessão da ferrovia. Hoje é a

ACIMA: Estação ferroviária de Maceió, em 1906, mostrando as plataformas, perpendiculares ao prédio (Cartão postal). ABAIXO: Em 1959, tropas do governo da União tomaram pontos estratégicos na capital alagoana, inclusive a estação ferroviária central - leia a reportagem toda clicando sobre a manchete (Folha da Manhã, 15/1/1959).
estação inicial do trem metropolitano da CBTU em Alagoas. "Quanto ao cenário ferroviário em Maceió, a unica atividade certa é a da CBTU, que usa duas ou três RS-8 tracionando, carros Santa Matilde de 2ª classe comuns, cada um pintado de uma cor diferente do outro. A linha Maceió-Recife continua literalmente fora do ar e não é papo da CFN" (Nicholas Burmann, 2003).
(Fontes: Claudio Vitoriano; Antonio Gorni; Nicholas Burmann; Revista da Semana, 1906; Carlos Cornejo e João E. Gerodetti: As ferrovias do Brasil, 2005; EMATUR - Copyright Quatro Rodas - Editora Abril; Boletim: Trem urbano de Maceió, 2002; Douglas A. Tenório: Capitalismo e Ferrovias no Brasil, 1996; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação no final do século XIX. Autor desconhecido

A estação no início do século 20. Foto do Livro As ferrovias do Brasil, 2005, de Carlos Cornejo e João E. Gerodetti

Fachada da estação de Maceió, em 17/01/2002. Foto Antonio Gorni

Plataforma da estação de Maceió, em 17/01/2002. Foto Antonio Gorni

Plataformas em 2009. Foto Claudio Vitoriano

Fachada da estação em 2011. Foto Claudio Vitoriano
     
Atualização: 15.11.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.