A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Acaju
Amargosa
...

E. F. Nazaré - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. de Nazaré (1892-1967)
AMARGOSA
Município de Amargosa, BA
Ramal de Amargosa - km 129,135 (1960)   BA-4404
    Inauguração: 18.12.1892
Uso atual: biblioteca e depósito   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O Tram Road de Nazareth foi aberto em 1875, ligando a estação de Nazareth com a de Onha. Daí, foi avançando em pequenos trechos, chegando somente em 1906 a Jequiriçá, a 148 km de Nazaré e no ano em que teve o nome alterado para E. F. de Nazaré. Em seguida, novos avanços até o km 225, na estação de Jaguaquara, para finalmente, chegar a Jequié, km 289 e estação terminal apenas no ano de 1927 de uma estocada só. Em 1892 foi construído o único ramal da linha para Amargosa, com 29 quilômetros e em 1941 a linha foi prolongada de Nazaré até São Roque, porto de mar. Funcionou até sua desativação sob protestos no ano de 1967.
 
Em 19 de junho de 1891, a vila de Nossa Senhora do Bom Conselho de Amargosa foi elevada à categoria de cidade, passando a se chamar apenas Amargosa. O nome teve origem na caça das pombas de carne amarga que faziam parte da fauna local, e que atraía caçadores da região, através do convite: “vamos às amargosas”. Um ano depois, a estação da cidade foi inaugurada na

ACIMA: Mapa dos anos 1950 mostra a linha passando pelo município de Amargosa (mapa parcial) (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. VII, 1960).
Praça do Bosque. "O crescimento da cidade através da economia agroexportadora, baseada no café e em menor escala o fumo, tomou força e conseqüentemente criou-se a necessidade de maior fluidez de pessoas e mercadorias. Atendendo a esta demanda, foi construído no ano de 1892 o Ramal da Estrada de Ferro de Nazaré, interligando Amargosa ao porto de Nazaré (Figura 33). O objetivo consistia em otimizar o escoamento de produtos agrícolas da região e facilitar o comércio com a Europa e os grandes centros. Antes da ferrovia, havia grandes dificuldades em escoar a produção agrícola e de adquirir manufaturados. A implantação da ferrovia significou aumento de progresso e desenvolvimento urbano, social e econômico para a cidade e toda a região. A

ACIMA: Provavelmente anos 1950, os padres posam à frente da locomotiva a vapor e da estação ferroviária de Amargosa (Acervo Prefeitura Municipal de Amargosa).
decadência do café, o desenvolvimento rodoviário depois de 1940, a deficiência do material rodante da EFN determinaram a estagnação e o declínio do ramal, que foi desativado após a encampação da ferrovia pela RFFSA, medida que trouxe sérios problemas para a população de São Miguel das Matas e dos núcleos marginais, que ficaram sem transporte barato para Amargosa" (Robson Oliveira Lins: A região de Amargosa: Transformações e dinâmica atual - Recuperando uma contribuição de Milton Santos, 2007).
(Fontes: Erivelto de Jesus Souza, 2010; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. VII, 1960; Robson Oliveira Lins: A região de Amargosa: Transformações e dinâmica atual - Recuperando uma contribuição de Milton Santos, 2007; Prefeitura Municipal de Amargosa; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação nos anos 1940 enquanto se fazia a pavimentação próximo a ela. Foto Prefeitura Municipal de Amargosa

A estação de Amargosa em 1/2010. Foto Erivelto de Jesus Souza

A estação em 1/2010. Foto Erivelto de Jesus Souza

A estação já reformada em 8/2011. Foto Erivelto de Jesus Souza

A estação já reformada em 8/2011. Foto Erivelto de Jesus Souza
 
     
Atualização: 17.02.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.