A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Botujuru
Campo Limpo
Várzea Paulista
...
Saída para a E. F. Bragantina (1884-1967): Posto Sete
...

SPR-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2012
...
 
São Paulo Railway (1881-1946)
E. F. Santos-Jundiaí (1946-1975)
RFFSA (1975-1994)
CPTM (1994-2014)
CAMPO LIMPO
Município de Campo Limpo Paulista, SP
Linha-tronco - km 127,970 (1935)   SP-1074
Altitude: 740,000 m   Inauguração: 01.01.1881
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: anos 1980
 
 
HISTORICO DA LINHA: A São Paulo Railway - SPR ou popularmente "Ingleza" - foi a primeira estrada de ferro construída em solo paulista. Construída entre 1862 e 1867 por investidores ingleses, tinha inicialmente como um de seus maiores acionistas o Barão de Mauá. Ligando Jundiaí a Santos, transportou durante muito anos - até a década de 1930, quando a Sorocabana abriu a Mairinque-Santos - o café e outras mercadorias, além de passageiros de forma monopolística do interior para o porto, sendo um verdadeiro funil que atravessava a cidade de São Paulo de norte a sul. Em 1946, com o final da concessão governamental, passou a pertencer à União sob o nome de E. F. Santos-Jundiaí (EFSJ). O nome pegou e é usado até hoje, embora nos anos 1970 tenha passado a pertencer à RFFSA, e, em 1997, tenha sido entregue à concessionária MRS, que hoje a controla. O tráfego de passageiros de longa distância terminou em 1997, mas o transporte entre Jundiaí e Paranapiacaba continua até hoje com as TUES dos trens metropolitanos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Campo Limpo foi inaugurada em 1881, dando origem à cidade, então no município de Jundiaí. A partir de 1884, passou a sair dali a E. F. Bragantina, que cerca de vinte anos mais tarde foi incorporada pela SPR. Com a encampação desta pela União em 1946, dando origem à E. F. Santos-Jundiaí, a Bragantina passou ao Estado de São Paulo. Em 1967, a Bragantina foi extinta. A imigrante russa Ludmilla Vorobieff (Lúcia) é quem

ACIMA: Estação de Campo Limpo, por volta dos anos 1950. Na placa em primeiro plano: "Campo Limpo - Baldeação para Bragantina" (Autor desconhecido).
conta que em 1948 e 1949, os armazéns de carga da estação de Campo Limpo serviram de alojamento para os imigrantes vindos da Europa, pois, de 1943 a 1951, a Hospedaria dos Imigrantes estava ocupada pela Escola Técnica de Aeronáutica. Lúcia chegou ao
À DIREITA: Num artigo sobre o município de Campo Limpo em 1954, a importância da estação é descrita aqui (Folha da Manhã, 15/11/1954).

ACIMA: Girador de locomotivas da Bragantina (em primeiro plano) no pátio da estação de Campo Limpo (Autor desconhecido).
alojamento de Campo Limpo em agosto de 1948, com dois anos e com seus pais, numa
leva de imigrantes russos vindos da Alemanha, trazidos pela ONU. Segundo Lúcia, que pesquisou o assunto, a hospedaria da estação de Campo Limpo não aparece na história, somente sendo lembrada nos testemunhos dos que por lá passa-ram. A estação de Campo Limpo hoje atende aos trens metropoli-tanos da CPTM, e foi reconstruída com um prédio moderno nos anos 1980. Em 2008 a cobertura da plataforma foi ampliada.
ACIMA: Anúncio de venda de chácaras em 1957 fala que a cidade deverá se tornar "o Vale do Ruhr brasileiro" (a cidade esperava a instalação da fábrica da Krupp) e falava dos "confortáveis trens para Campo Limpo) partindo de São Paulo - CLIQUE SOBRE A FOTO PARA VÊ-LA MAIOR) (Folha da Manhã, 13/1/1957).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Ludmilla Vorobieff; Alberto del Bianco; Carlos Campanhã; Rafael Asquini; Francisco César de Araújo; William Gimenez; Adriano Martins; Folha da Manhã, 1954 e 1957; São Paulo Railway: Relação oficial de estações, 1935; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guia Levi, 1932-80; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação antiga, anos 1920. Acervo Carlos Campanhã

A plataforma da estação antiga de Campo Limpo e o trem, sem data. Acervo Alberto del Bianco

A estação antiga em 21/06/1967, dia da última viagem do trem da Bragantina. Foto Francisco César de Araújo

A estação, ainda a antiga, nos anos 1980. Foto cedida por William Gimenez

A estação atual, em 10/2005. Foto Adriano Martins

A estação em 25/12/2008. Foto Rafael Asquini
     
Atualização: 16.01.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.