A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
No ramal de Agudos original (1899-1941):
Saldanha Marinho
Capim Fino
Falcão Filho
...
No ramal de Campos Salles (1941-1966):
Mineiros
Capim Fino
Falcão Filho
...

ram. Campos Salles-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
 
Cia. Paulista de Estradas de Ferro (1899-1966)
CAPIM FINO
Município de Mineiros do Tietê, SP (veja o bairro)
Ramal de Agudos original - km 17,242
Ramal de Campos Salles - km 16,819
  SP-1081
Altitude: 701,752 m   Inauguração: 01.07.1899
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Agudos começou a ser construído pela Cia. Rio-Clarense em 1887, saindo de Dois Córregos, no ramal de Jaú, e atingindo a estação de Mineiros. Somente em 1899 foi prolongado, chegando nesse ano a Campos Salles, em 1903 a Agudos e em 1905 a Piratininga. A partir de 1924, novos prolongamentos foram feitos, chegando a linha a Marília em 1928 e a Tupã em 1941. Nesse ano, uma grande parte da linha do ramal foi anexada, com o ramal de Jaú e o de Bauru, ao tronco oeste da Paulista, com bitola larga e parte eletrificada. Com isso, o que sobrou do ramal foi dividido em dois: o trecho Dois Córregos-Iguatemi passou a ser o ramal de Campos Salles e o Pederneiras-Piratininga, o ramal de Agudos. Em 1966, os dois trechos foram desativados e os trilhos, ainda de bitola métrica, retirados.
 
A ESTAÇÃO: A estação do Capim Fino foi aberta em 1899 como a segunda estação do ramal de Agudos, depois de Saldanha Marinho. Na verdade, quando ela foi inaugurada, o nome era ramal de Batalha (OESP, 7/4/1901). Somente com a chegada a Piratininga em 1905, a estação passou a ser considerada como estando no prolongamento o ramal de Agudos, com a linha tomando este nome. Nessa época, o local tinha movimento: em 1912, havia pelo menos uma casa comercial na localidade, de João Sbeghen (OESP, 20/12/1912). Em 1941, com as modificações que deram origem ao tronco oeste, o ramal foi desmembrado em dois, e a estação passou a fazer parte do novo ramal de Campos Salles, também como a sua segunda estação, mas agora, depois da de Mineiros. Funcionou até 1966, quando, com o fim do ramal, foi desativada. Foi demolida. Seu local até agora não foi encontrado por mim e por outros pesquisadores que o tentaram: pessoas da cidade de Mineiros do Tietê dizem que no lugar onde existiam a estação e a vila ferroviária, existe hoje uma rotatória, em terra, no meio de um canavial. Nela existe a antiga placa da estação (ver foto mais abaixo, tomada em 2010); falta saber se ela está na mesmo ponto original, ou seja, se a estação ficava ali, ou se ela foi retirada e colocada em outro local.

ACIMA: Notícias da estação de Capim Fino: tiradas de O Estado de S. Paulo, sentido horário, a partir da notícia de cima: Vende-se fazenda, 7/12/1923; duas fazendas à venda, 16/1/1908; O sr. João Sbeghen vendeu sua casa comercial. 20/1/1912; quadrilha de ladrões, 11/6/1901.



ACIMA: Na primeira foto, de cima para baixo, um mapa dos anos 1930 sobreposto ao mapa do Google Maps atual (2010), mostra a linha do antigo ramal de Jaú (a que foi desativada em 1941) e a localização do povoado em relação à linha, mostrando que a estação (não mostrada na linha) estava distante dela. Na segunda e terceira fotos, a localização do bairro hoje e a estrada que foi construída aproximadamente sobre o leito da ferrovia. Na quarta foto, em aproximação maior, o bairro hoje (Google Maps, 2010 e ICG-SP, 1930. Diagramação Adriano Martins).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local, 1999; Zequinha; Filemon Peres; Nilton José Gallo; Adriano Martins; O Estado de S. Paulo, 1901 e 1912; Google Maps, entradas março de 2010; Cia. Paulista: Álbum de 50 anos, 1918; Cia. Paulista: Relatórios, 1892-1969; Guilherme Grandi: Café e Expansão Ferroviária, 2007; IGGSP, 1928; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Capim Fino, em 1918. Foto Filemon Peres

Na estação de Capim Fino, usuários posam na plataforma para o fotógrafo, em 1940. Acervo Nilton J. Gallo

Ainda existe em 2010 a antiga placa indicativa da estação. Resta saber se está no local certo. Foto Zequinha
     
     
Atualização: 31.12.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.