A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1929-1977)
Desembargador Furtado
Carlos Gomes-nova
Jaguariúna
...
(1977-2001)
Desembargador Furtado
Carlos Gomes-nova
Jaguari-VFCJ
...

Variante - 1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2015
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1929-1971)
FEPASA (1971-1977)
V. F. Campinas-Jaguariúna (1977-)
CARLOS GOMES-NOVA
Município de Campinas, SP
Variante Guanabara-Guedes-km 26,728   SP-1088
Altitude: 604 m   Inauguração: 18.11.1929
Uso atual: estação e oficinas ABPF   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1929
 
 
HISTORICO DA LINHA: A variante Guanabara-Guedes foi entregue pela Mogiana entre 1926 e 1945, e alterou primeiro o trecho até Desembargador Furtado (1926). Mais tarde, chegou até Carlos Gomes (1929), e finalmente a Guedes (1945). Apenas a estação de Guanabara permaneceu onde estava, reformada. As outras tiveram versões novas. Em 1977, a variante, que se tornou o tronco novo da Mogiana naquele trecho, foi desativada pela já operante Fepasa. Na mesma época, parte do trecho (Anhumas-Jaguariúna) foi entregue à linha turística da ABPF, tornando-se a V. F. Campinas-Jaguariúna. Em 1984, o trecho foi reduzido até sobre o rio Jaguary, com a desativação da estação de Jaguariúna.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Carlos Gomes-nova foi aberta em 1929, para substituir na linha nova a estação original, desativada no mesmo dia. O pátio da nova Carlos Gomes tinha então cinco linhas, uma delas destinada a embarque de pedras e de gado, além de café. Em 09/04/1968, a estação foi fechada e transformada em parada. Com a abertura em 1973 da variante Boa Vista-Guedes, o

ACIMA: Janela típica da Mogiana nas estações construídas nos anos 1920 a 1940 (Foto Vanderley Zago, setembro de 2013).
trecho foi desativado quatro anos depois, em 1977, sendo recuperado apenas a partir de 1981 pela ABPF, que passou a operar o trecho através da recem-criada Viação Férrea Campinas-Jaguariúna, com fins turísticos. A estação foi reativada, e nela estão sempre estacionados, para restauro, carros, vagões e locomotivas que andam pelo trecho, sendo que muitas das composições estavam no pátio da estação de Jaguariúna antes da desativação dessa estação, em 1985.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Roberto Garcia; Kenzo Sasaoka; Vanderley Zago; Cia. Mogiana: relatórios anuais, 1900-69; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-82; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Na viagem inaugural da VFCJ, em 1981. Foto ABPF

Na viagem inaugural da VFCJ, em 1981. Foto ABPF

A estação em 10/03/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 2000. Foto Kenzo Sasaoka

A estação em 2000. Foto Kenzo Sasaoka

A estação em 2000. Foto Kenzo Sasaoka

Plataforma da estação em 4/2014. Foto Roberto Garcia
   
     
Atualização: 06.09.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.