A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Varnhagen
Coronel Mursa
Bacaetava
...

Tronco EFS - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Sorocabana (1920-1947)
CORONEL MURSA
Município de Iperó, SP
Linha-tronco - km 137,062 (1927)   SP-1101
    Inauguração: 1920
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Sorocabana foi fundada em 1872, e o primeiro trecho da linha foi aberto em 1875, até Sorocaba. A linha-tronco se expandiu até 1922, quando atingiu Presidente Epitácio, nas margens do rio Paraná. Antes, porém, a EFS construiu vários ramais, e passou por trocas de donos e fusões: em 1892, foi fundida pelo Governo com a Ytuana, na época à beira da falência. Em 1903, o Governo Federal assumiu a ferrovia, vendida para o Governo paulista em 1905. Este a arrendou em 1907 para o grupo de Percival Farquhar, desaparecendo a Ytuana de vez, com suas linhas incorporadas pela EFS. Em 1919, o Governo paulista voltou a ser o dono, por causa da situação precária do grupo detentor. Assim foi até 1971, quando a EFS foi uma das ferrovias que formaram a estatal FEPASA. O seu trecho inicial, primeiro até Mairinque, depois somente até Amador Bueno, desde os anos 20 passaram a atender principalmente os trens de subúrbio. Com o surgimento da CPTM, em 1994, esse trecho passou a ser administrado por ela. Trens de passageiros de longo percurso trafegaram pela linha-tronco até 16/1/1999, quando foram suprimidos pela concessionária Ferroban, sucessora da Fepasa. A linha está ativa até hoje, para trens de carga.
 
A ESTAÇÃO: Inaugurada como km 137 em 1920, a estação recebeu o nome de Coronel Mursa em 1921. Em 1928, com a retificação da

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1926 - Extensão dos desvios para 393 m

linha entre São Paulo e Santo Antonio (Iperó), o posto foi desativado e um novo foi construído no km 129,800, já na linha nova. Em 1931, foi suprimido. Reativado pouco tempo depois, foi definitivamente fechado em 1947. Na verdade, existiram a Coronel Mursa-velha e a "nova", sendo que as duas fotos que aqui

ACIMA: Os limites do mapa são os limites da Fazenda Ipanema no ano de 1928 (CLIQUE SOBRE O MAPA PARA VÊ-LO EM TAMANHO MAIOR). Nesse mesmo ano, desativou-se a estação. O mapa mostra a estação na linha velha (desativada na época) e mostra a linha nova (a atual) sem nenhuma estação com o mesmo nome (Serviço Geographico Militar, 1928).
aparecem se referem à que estava no leito velho. A função principal da parada era para o trem tomar água. Afinal, era apenas uma caixa d'água com uma plataforma, não coberta. Com a eletrificação do trecho, concluída por volta de 1946, o ponto, muito próximo de Varnhagen e Bacaetava, não tinha mais razão de existir. Mesmo assim, segundo depoimentos de pessoas de Iperó, ainda nos anos 1960 o ponto ainda estaria sido usado como embarque e desembarque. Ainda existe a caixa d'água no local da estação desativada em 1928; na da nova, não tenho notícias.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Antonio Carreão; Antonio Soukhef: E. F. Sorocabana, 2001; E. F. Sorocabana: relatórios anuais, 1875-1969; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Em foto de 1922, a estação de Coronel Mursa aparece, escondida, no canto direito inferior da foto. Extraída do livro de Antonio Soukhef, E. F. Sorocabana, 2001

O local em 2002, sem a estação mas ainda com a caixa d'água. Esta era a estação da linha original. Foto de Antonio Carreão
 
     
     
Atualização: 26.05.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.