A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Ermida
Cesário Mota
Itupeva
...

seção Ituana - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
Sorocabana Railway (1914-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1935)
CESÁRIO MOTA (antiga KM 178)
Município de Jundiaí, SP
Ramal de Jundiaí- km 175,024 (1934)   SP-1132
Altitude: 678 m   Inauguração: 1914
Uso atual: desconhecido (2015)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Jundiaí era um dos trechos de linha mais antigos do Estado, construído para ser a linha-tronco da Cia. Ituana, que seguia de Jundiaí a Itu, tendo inclusive, a curiosa bitola de 96 cm. A anexação da Ituana pela Sorocabana em 1892 alterou todo a história. O trecho foi prolongado até Mairinque, a bitola foi ampliada para 1 metro e o trecho entre Mairinque e Francisco Quirino foi prolongado até Campinas, dando origem ao ramal de Campinas. O trecho entre Francisco Quirino e Jundiaí passou a ser conhecido como ramal de Jundiaí, embora o nome da agora inexistente Ituana perdurasse até a formação da Fepasa. O ramal foi suprimido em 20 de fevereiro de 1970, e os trilhos, retirados. O trecho dentro de Jundiaí passava onde hoje está a avenida União dos Ferroviários, ao lado dos antigos escritórios e oficinas da Cia. Paulista.
 
A ESTAÇÃO: A estação foi inaugurada em 1914, sem nome, apenas como "km 178". Em 1921, ganhou o nome de Cesário Mota. Em

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1926 - Extensão dos desvios para 300 m

1934, foi classificada como posto telegráfico de categoria A (*). Em 20/08/1935 foi desativada. De difícil localização, pois faz muitos anos que foi desativada, não se tem notícias de vestígios do prédio.

* Segundo o Relatório Anual de 1934 da EFS, "À categoria A ficaram pertencendo os diversos postos que funccionavam como si fossem estações de 4a classe, isto é, onde, além do serviço de trens, havia venda de bilhetes, despachos de encommendas, bagagens, mercadorias, animaes, valores e serviços telegraphico, em trafego proprio e mutuo, com os fretes calculados pela propria distancia".

(Fontes: E. F. Sorocabana: Relatórios anuais, 1900-69; Folha de S. Paulo, 1961; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     



     
     
Atualização: 31.08.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.