A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Cesário Mota
Itupeva
Montserrat
...

seção Ituana - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1998
...
 
Cia. Ytuana (1873-1892)
Cia. União Sorocabana e Ytuana (1892-1907)
Sorocabana Railway (1907-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1971)
FEPASA (1971-1973)
ITUPEVA
Municípios de Jundiaí (1873-1965)
Itupeva (1965-), SP
Ramal de Jundiaí - km 165,630   SP-2139
Antigo tronco da Ituana   Inauguração: 1873
Uso atual: Prefeitura Municipal (2015)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Jundiaí era um dos trechos de linha mais antigos do Estado, construído para ser a linha-tronco da Cia. Ituana, que seguia de Jundiaí a Itu, tendo inclusive, a curiosa bitola de 96 cm. A anexação da Ituana pela Sorocabana em 1892 alterou todo a história. O trecho foi prolongado até Mairinque, a bitola foi ampliada para 1 metro e o trecho entre Mairinque e Francisco Quirino foi prolongado até Campinas, dando origem ao ramal de Campinas. O trecho entre Francisco Quirino e Jundiaí passou a ser conhecido como ramal de Jundiaí, embora o nome da agora inexistente Ituana perdurasse até a formação da Fepasa. O ramal foi suprimido em 20 de fevereiro de 1970, e os trilhos, retirados. O trecho dentro de Jundiaí passava onde hoje está a avenida União dos Ferroviários, ao lado dos antigos escritórios e oficinas da Cia. Paulista.
 
A ESTAÇÃO: Itupeva foi uma das primeiras estações da Ituana original, inaugurada em 1873, e é uma das estações mais antigas do Estado. Na época, era a primeira parada depois que o trem partia de Jundiaí. A linha acompanhava o rio Jundiaí desde o início, mas devido ao solo rochoso naquele ponto, foi feito um desvio que, naquele ponto, se afastou dele, exatamente onde foi construída a estação: em terras da então fazenda São João da Via Sacra,

ACIMA: O virador de Itupeva ainda estava por ali em 1993, mesmo com a linha já tendo sido desativada havia 20 anos (Foto Marcio Hipollito, 1993).
grande produtora de café. O povoado se formou em volta dela e deu origem ao distrito, mais tarde município de Itupeva (fonte: Memórias de Itupeva, de Rogério Eduardo Pansonato). Mais tarde, foram construídas outras duas estações entre ela e Jundiaí, Cesário Mota e Ermida. O prédio da estação serve hoje como sede da Prefeitura Municipal de Itupeva. Em frente a ela, o bonito prédio da Guarda Civil Municipal, muito bem conservado externamente, é parte da antiga vila ferroviária. Em fevereiro de 1970, a estação foi fechada, com o fim do ramal.
     

Estação e pátio de Itupeva nos anos 1960. Foto cedida por Mauricio Poli

A estação e o comboio nos anos 1960, puxado por duas GL-8. Foto cedida por Mauricio Poli

A estação em 7/3/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, como sede da Prefeitura, em 7/3/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

Em frente à estação, em 7/3/1998, uma antiga casa da vila ferroviária. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 07/2005. Foto Celina H. Hirata

A estação em 2005. Foto Ricardo Koracsony
   
     
Atualização: 31.08.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.