A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1901-1955)
Pimenta Bueno
Dobrada
Santa Ernestina
...

Tronco EFA-1970

IBGE-1956
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 2000
...
 
E. F. Araraquara (1901-1942)
DOBRADA
Município de Dobrada, SP
Linha-tronco original - km 53,985   SP-0106
    Inauguração: 02.04.1901
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 60. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: A estação original de Dobrada foi inaugurada em 1901, e ficava no distrito do mesmo nome, até ser desativada, em 1955, com a construção da variante de bitola larga, que se tornou a nova linha-tronco da EFA. "Os meus pais e seus irmãos decoravam a escala das locomotivas da EFA em Dobrada e sabiam qual trem de passageiros elas iriam tracionar. A diversão à noite, sem luz elétrica nem rádio, era ver o 'cinema': o farol da locomotiva incidindo nas touceiras de bambu, criando imagens..." (Antonio Gorni, 2003). A velha estação foi desativada em 1942, com a construção da variante Matão-Dobrada-Santa Ernestina. Sem uso e sem estar mais ao lado da linha, a velha estação foi posteriormente demolida, porém não se sabe quando o foi. Por incrível que pareça, a E. F. Araraquara não construiu imediatamente uma nova estação. Usou como estação provisória "uma parte do armazém de mercadorias, precariamente adaptado para tal fim" (Noite Ilustrada, 19/5/1949). Ou seja, até maio de 1949, prosseguia a estação provisória a dois km da estação velha e

AO LADO: Reclamações: a estação em mau estado em 1916. E ela somente seria trocada por outra nos anos 1950 (O Estado de S. Paulo, 24/1/ 1916).

ACIMA: A cidade de Dobrada em 1939. As legendas mostram os locais: de 1 a 4 e mais a 8, em volta do leito antigo da ferrovia, ainda em bitola métrica. Incrível: a velha estação não aparece na foto. Ela estaria à esquerda, fora dela (Original do Instituto Geográfico e Cartográfico. Ano : 1939). ABAIXO: Tudo indica que Dobrada teve não só sua estação original, como teve ainda mais uma antes da estação atual. O artigo acima, da Folha da Manhã de fins de 1944, dá a entender que antes da ampliação de bitola e retificação da linhas da EFA, abertas ao tráfego em setembro de 1955, já em 1944 havia uma outra que parece ter afetado o ânimo dos passageiros da cidade que queriam tomar o trem, pela distância que ela ficava da cidade. A verdade é que a estação de Dobrada-nova parece mesmo ter sido construída nos anos 1950, pois seu estilo em concreto é típico da época em que começou a funcionar (Folha da Manhã, 23/12/1944).

da cidade (ver artigo de 1944 no box logo acima). Uma nova estação com o mesmo nome nem havia começado a ser construída nesse ano de 1949. Sua inauguração na linha nova deu-se em data ainda ignorada, mas que foi no máximo em 1955. Não consegui fotos da estação antiga. Em 1964, o distrito se emancipou de Matão e tornou-se município autônomo. Douglas Razaboni localizou o ponto onde ficava a antiga estação, hoje ocupado por um bar de cor azul numa esquina. O leito antigo era a rua em frente. (Veja também DOBRADA-NOVA)
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Antonio A. Gorni; Douglas Razaboni; Folha da Manhã, 1944; Noite Illustrada, 1949; O Estado de S. Paulo, 1916; EFA: relatórios anuais, 1940-60; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958; EFA: Listagem oficial de estações, 1938; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     
Ao lado, onde está à esquerda da foto o bar azul, o local aproximado da antiga estação de Dobrada, da qual aparentemente não sobrou foto alguma para a posteridade. Foto Douglas Razaboni, em 01/2005  
     
     
Atualização: 27.03.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.