A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Tanabi
Ecatu
Cosmorama
...

Tronco EFA-1970
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Araraquara (1943-1971)
FEPASA (1971-1998)
ECATU (antigo POSTO E)
Município de Tanabi, SP
Linha-tronco - km 263,760 (1960)   SP-0137
    Inauguração: 01.10.1943
Uso atual: fábrica de farinha   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1959
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 1960. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Ecatu foi aberta como Posto E em 1943, nome que ainda conservava em 1946. Está situada no bairro do Sapé, no município de Tanabi. É habitada por uma família, que ali produz farinha. Fica afastada da cidade e está em más condições, inclusive sem as telhas de cobertura. É idêntica à estação de
Durante a guerra, em 1943, a EFA continuava a avançar sua linha, então ainda métrica: "Tiveram prosseguimento os serviços de prolongamento até Porto Presidente Vargas. A ponta dos trilhos, a 31 de dezembro (de 1943), alcançava a estaca 3.657 - 73,140 km, portanto, além de Mirassol. O serviço de terraplenagem achava-se concluído até a estaca 4.165. Durante o exercício foram assentados 22,520 m de linha. Foram abertas ao tráfego a 15 de junho e a 1o de outubro , respectivamente, a estação de Cosmorama, no km 58,737 e Posto E, localizado no km 44,202 do prolongamento" (A Vida Administrativa de São Paulo em 1943, relatório apresentado ao Pres. Getúlio Vargas pelo Interventor Federal Fernando Costa, IOESP, 1944, p. 175).
Meridiano. Ela é curiosa: não tem porta de entrada, e o acesso deve ser pela rampa da plataforma. Este prédio foi inaugurado em 1959. O vilarejo é simples e pacato. "É uma pena ver uma estação que já foi o "point" da moçada de Ecatu naquele estado. Exatamente por ter uma localização privilegiada, era lá que se faziam os cruzamentos: o trem ficava parado às vezes por até uma hora
esperando o que vinha de Rio Preto. Aquilo era uma curtição para a garotada como eu na época e que andava pelos vagões e para o comércio pois os ambulantes aproveitavam para vender objetos e comida. Os passageiros desciam, havia paqueras, e tudo era muito divertido" (Adilson Carlos Machado, 10/2003). Em 01/2005, a estação continua da mesma forma, com a fábrica de mandioca funcionando.
(Fontes: Adilson C. Machado; Rodrigo Cabredo; Hermes Y. Hinuy; Willian R. Escriboni Soares; Rafael Correa; O Estado de S. Paulo, 5/7/1959; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Ecatu em 09/2001. Foto Rodrigo Cabredo

Estação de Ecatu em 09/2001. Foto Rodrigo Cabredo

A estação em 23/01/2002. Foto Hermes Y. Hinuy

Aqui se vê bem a "favelização" da antiga estação, 23/01/2002. Foto Hermes Y. Hinuy

Estação de Ecatu em 01/2005. Foto Willian R. Escriboni Soares

A estação em 02/2009. Foto Rafael Correa
     
Atualização: 02.03.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.