A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Bela Vista
Espírito Santo
Cardeal
...

seção Ituana - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2015
...

 
E. F. Sorocabana
ESPÍRITO SANTO
Município de Indaiatuba, SP
Ramal de Piracicaba - km   SP-0355
Altitude: -   Inauguração: n/d
Uso atual: nenhum (2015)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Piracicaba foi construído pela Cia. Ituana a partir de 1873, partindo da estação de Itaici, na linha, também da Ituana, entre Jundiaí e Itu. Em 1892, houve a fusão com a Sorocabana, formando a Cia. União Sorocabana e Ytuana (CUSY). Em 1893 o ramal chegou a São Pedro, ponto terminal, 58 km à frente de Piracicaba, onde havia chegado em 1877. A Ituana foi definitivamente incorporada pela Sorocabana em 1905, com a compra da CUSY pelo grupo americano de Percival Farquar. O ramal - algumas vezes chamado também de ramal de São Pedro - teve o trecho final, entre Piracicaba e São Pedro, suprimido para trens de passageiros em 1966 e seus trilhos foram retirados em 1980. Até esta época, ainda seguiam cargas para a Usina Costa Pinto. O tráfego de passageiros entre Itaici e Piracicaba acabou em 1976, enquanto trens de carga continuaram trafegando cada vez menos até meados dos anos 80. Por volta de 1990, os trilhos, já abandonados, foram retirados pela agora FEPASA.
 
A ESTAÇÃO: A parada da Fazenda Espírito Santo ficava entre Indaiatuba e Cardeal, uma parada de trem não oficial, que pelo que se sabe somente tinha como indicação o sinal em cruz que se vê na foto. Havia outra parada antes dela, na saída de Indaiatuba, chamada Bela Vista. A parada do Espírito Santo, no ponto mais alto de uma pequena serra naquele trecho, deve ter funcionado até 1977, quando acabaram os trens de passageiros no ramal. Curiosamente, em 1992 os trilhos ainda estavam ali, ao contrário de Elias Fausto e Cardeal, que já não os tinham. Fica ao lado da estrada que liga Indaiatuba a Cardeal, junto à fazenda do mesmo nome.
     


A parada, em 1980. Foto José Pinto Siqueira Jr.


Abaixo, a parada em 04/2003. Foto Adriano Martins


A parada ainda com trilhos, em 7/4/1992. Foto Paulo Filomeno

A parada ainda existe, e bem cuidada, em 04/2003. Onda havia trilhos, hoje há um gramado bem cuidado. Foto Adriano Martins
   
     
Atualização: 11.10.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.