A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Oliveiras
Estrella
Visc. do Rio Claro-velha
...

ramal de Analândia-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 2000
...
 
Cia. Paulista de Estradas de Ferro (1896-1916)
ESTRELLA
Município de Analândia, SP
Ramal de Analândia - km 51,415   SP-0348
Linha-tronco métrica - km 51,415   Inauguração: 31.12.1896
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O trecho entre Rio Claro e São Carlos que passava pelo Cuzcuzeiro foi aberto pela Cia. Rio-Clarense em 1884, e fazia parte de sua linha principal, de bitola métrica. Comprada pelos ingleses que formaram a Rio Claro Railway em 1888, esta foi vendida para a Cia. Paulista em 1892, que ficou com a linha, que então chegava até Araraquara e foi renomeada como Secção Rio Claro. Em 1916, a Paulista prolongou a linha para a frente de Rio Claro com bitola larga, até São Carlos, mas aproveitando somente o leito a partir de quinhentos metros à frente da estação original de Visconde de Rio Claro. Com isto, o trecho entre a estação de Bifurcação (mais tarde Visconde de Rio Claro-nova) e o início, em Rio Claro, ficou reduzido a uma variante de bitola métrica, chamada a partir de 1922 de ramal de Anápolis, nome que em 1944 veio a se tornar ramal de Analândia. Antes disso, em fins de 1940, o trecho entre Anápolis e Visconde-nova foi suprimido e o ramal passou a parar em Anápolis. Em 01/09/1966, o tráfego no ramal foi extinto e os trilhos, logo a seguir, retirados.
 
A ESTAÇÃO: O posto telegráfico de Estrella funcionou de 1896 até maio de 1916, quando, com a inauguração do novo tronco de 1,60 m da Paulista, foi desativado e abandonado. Entre Oliveiras e Estrella, o trecho era possivelmente o pior de toda a linha da Rioclarense. Em 1912, a Cia. Paulista começou as obras para melhorar o traçado, que foram entregues em 1916 e reduziram as curvas de um total de trinta e duas para apenas cinco. Porém, com isso, a ferrovia também desativou o posto. Mais tarde, reformado, serviu como casa de turma, embarcando e desem-barcando somente funcionários, sendo uma estaçãozinha "não-oficial". Moradores mais antigos de Analândia se lembram até hoje da parada, chamada por eles de "Estrelinha". Foi desativado em 1940, na supressão do trecho entre Anápolis e Visconde do Rio Claro, e foi demolido, provavelmente logo depois. Não confundir este posto com a estação do mesmo nome (P/T-29), inaugurada pela Paulista no tronco de bitola larga em 1926 e hoje também já demolida.
     

Estação de Estrella, já desativada em 1918. Foto do álbum dos 50 anos da Paulista
   
     
     
Atualização: 25.12.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.