A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Varzea da Palma
Buritis
Aarão Reis
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Central do Brasil (1910-1975)
RFFSA (1975-1996)
BURITIS
Município de Várzea da Palma, MG
Ramal de Pirapora - km 976,236 (1928)   MG-3069
Altitude: 488 m   Inauguração: 28.05.1910
Uso atual: Centro de referência cultural e ferroviária (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: provav. 1910
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Pirapora, que saía da estação de Corinto, chegou em 1910 a Pirapora, às margens do rio São Francisco, mas para curzar o rio através de uma ponte ferroviária, levou 12 anos, quando foi inaugurada a estação de Independência (Buritizeiro) na margem oposta. Nessa época, o trecho fazia parte da Linha do Centro da Central do Brasil. Nos anos 1930, entretanto, com a maior afluência de tráfego na linha para Monte Azul, esta passou a ser parte do tronco e o trecho Corinto-Pirapora passou a ser apenas um ramal. Na mesma época, Buritizeiro foi desativada, junto com a ponte sobre o São Francisco. O ramal nunca passou dali, ao contrário dos planos de 1922, que pretendiam chegar a Belem do Pará. No final dos anos 1970, o tráfego de passageiros foi desativado no trecho. A linha permanece ativa até hoje (2003), pelo menos oficialmente. Ainda há trilhos sobre a ponte do São Francisco...
 
A ESTAÇÃO: A estação de Buritis foi aberta em 1910 juntamente com o trecho e a estação de Pirapora.

Depois de desativada, esteve por muitos anos abandonada, no meio do nada.

"
A vila onde fica o prédio tem o nome curioso de Buritis das Mulatas . É uma vila empoeirada com apenas uma rua, no meio do nada, deve haver umas 200 almas. O lugar até que é bonito. Com o fim do trem, parou no tempo e ficou esquecida como outras tantas. Curiosamente há um grande buriti crescendo ao lado da estação" (Rodrigo Cabredo, 08/2005).

A estação foi recuperada em 2015. "A estação do distrito de Buritis das Mulatas foi transformada em um centro de referencia ferroviária e cultural, um projeto do historiador Moisés Vieira Neto" (João Batista Filho, 2015).

ACIMA: A placa com o nome indica a chegada à vila (Foto Gutierrez L. Coelho, 11/4/2009).







AO LADO:
Acidente com tombamento de locomotiva em 1930 no pátio de Buritis (Folha da Manhã, 25/6/1930).
(Fontes: Glaucio H. Chaves; Rodrigo Cabredo; João Batista Filho; Gutierrez L. Coelho; Folha da Manhã, 1930; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Comunicação, 1928)
     

A estação de Buritis, em ruínas, em 08/2005. Foto Rodrigo Cabredo

A estação de Buritis, em ruínas, com o grande buriti atrás dela, em 08/2005. Foto Rodrigo Cabredo

Nada mudou em 4 anos. Foto Gutierrez L. Coelho, 11/4/2009

Do outro lado da estação, mudou o empedramento da linha, com trens agora correndo novamente. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação de Buritis restaurada em 2015. Foto João Batista Filho

A ex-estação de Buritis em 2016. Foto Glaucio H. Chaves
     
Atualização: 16.02.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.