A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Henrique Fleiuss
Gusa
Barão de Cocais
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
E. F. Central do Brasil (n/d -1975)
RFFSA (1975-1996)
GUSA
Município de Barão de Cocais, MG
Ramal de Nova Era - km   MG-0148
Altitude: -   Inauguração: n/d
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de São José da Lagoa foi construído por uma tal Companhia Estrada de Ferro Espirito Santo a Minas, que em 1908 se chamava "Estrada de Ferro Sabará a Santa Bárbara". A Central não menciona a encampação em seus relatórios, fato ocorrido algum tempo depois, quando o ramal passou a ser chamado de Ramal de Santa Bárbara e depois de Ramal de Nova Era, seu ponto final mas também ponto de ligação com a E. F. Vitória a Minas, a partir de 1936. A EFVM começou a circular no ramal já nos anos 40, surgindo daí as intrigas entre as duas empresas quanto à questão dos limites de operação de cada uma. Nos anos 1980 a CVRD, dona da EFVM, iniciou planos para construir uma linha inteiramente nova entre Costa Lacerda e Sabará. Em 1982 iniciaram-se as obras de construção da primeira etapa desta variante, que, em 1988, foi inaugurada, fazendo o trecho de Sabará a Henrique Fleiuss da antiga Central ser totalmente erradicado pela RFFSA. No início dos anos 1990, a CVRD iniciou a segunda fase da construção da variante, entre o Pátio 6 (Henrique Fleiuss) e Costa Lacerda, aberta em 1996. O que assegurou definitivamente a preservação da linha nesse segundo trecho foi a iniciativa de preservá-lo para fins turísticos. MAIS INFORMAÇÕES
 
A ESTAÇÃO: A estação de Gusa tinha como último prédio um de estilo modernoso, bem RFFSA. Ela pode ser a mesma estação que Henrique Fleiuss, mas não consegui nenhuma comprovação. Foi demolida já faz alguns anos. Dela restam a caixa d'água e as fundações, com a construção e abertura da variante entre Henrique Fleiuss e Costa Lacerda, em 1996. (Fonte: J.H.E.Buzelin)
     

A estação de Gusa, já abandonada, em setembro de 1993. Foto José Emilio Buzelin
Ao lado, no centro da foto, embora pouco visível, passa o trem da CVRD ao lado da caixa d'água de Gusa, na época, o que havia sobrado da estação. Foto Pedro Paulo Resende, de 1997, tomada do alto da serra Dois Irmãos
     
     
Atualização: 29.12.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.