A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Posto Telegráfico
Vista Alegre
Aracati
...
Saída para o ramal de Leopoldina (1877-1965): Leopoldina
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Leopoldina (1874 -1975)
RFFSA (1975-1996)
VISTA ALEGRE
Município de Leopoldina, MG
Linha do Centro - km 329,458 (1960)   MG-1530
Altitude: 156 m   Inauguração: 07.1874
Uso atual: moradia (2012)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O trecho entre Porto Novo do Cunha, ponta do ramal de Porto Novo da EFCB em 1871, e a cidade de Ubá foi a própria origem da E. F. Leopoldina. O primeiro trecho foi aberto em 1874, de Porto Novo a Volta Grande, e no ano seguinte os trilhos já chegavam a Santa Izabel (Abaíba). Em 1879, a estrada já atingia Ubá, passando por Cataguazes, e tendo um ramal para a cidade de Leopoldina, esta sim, a origem do nome da ferrovia. Em Ubá, a linha do Centro se juntava com a linha Três Rios-Caratinga. A partir daí, com a compra de outras ferrovias e diversos prolongamentos em várias linhas, a Leopoldina se desenvolveu até ter uma das maiores malhas ferroviárias do País, entrando pelo Estado do Rio de Janeiro, atingindo a então capital federal e também chegando a Vitória, no Espírito Santo. A linha-mestra foi chamada de Linha do Centro e vinha da cidade do Rio de Janeiro por Petrópolis, e mais tarde pela Linha Auxiliar da EFCB, que nos anos 60 acabou por ser incorporada à rede da Leopoldina. Em 1971, a Leopoldina desapareceu, incorporada de vez pela Refesa; hoje mais da metade da sua antiga malha viária está desativada. A Linha do Centro somente tem em atividade real para cargueiros basicamente o trecho entre Cataguazes e Porto Novo, enquanto que os trens de passageiros que por ali passavam já não existem desde os anos 1970.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Vista Alegre parece ter sido inaugurada na mesma época (1877) da ativação do ramal de Leopoldina. O nome original do local - não se sabe se da estação - parecia ser Boqueirão dos Bagres ("do logar Boqueirão dos Bagres partiria a estrada, por um lado até a cidade de Leopoldina, e por outro até a villa de Cataguazes, antigo arraial de Santa Rita da Meia Pataca." - termo de modificação, de 14/08/1876, do contrato de concessão). Daqui, entre 1877 e 1965, saía o curto ramal para a cidade de Leopoldina, que, aliás, foi a cidade que originou o nome da antiga

ACIMA: A estação de Vista Alegre e o trem especial de passageiros que circulou por ali anos depois de sua desativação, em junho de 1990 (Foto Hugo Caramuru).
ferrovia. A linha ainda hoje (2003) é utilizada pelo trem de bauxita da FCA entre Barão de Camargos, MG, e Barão de Angra, RJ. "Daqui saía o ramal que levava a linha até Leopoldina, sede do municipio. O antigo leito foi convertido numa "estradinha", muito conveniente aos sitiantes e fazendeiros locais. Encontrei apenas alguns vestígios deste ramal, principalmente pontes posteriormente convertidas para uso rodoviário. Da parada Jacarecanga, que o pessoal local diz ser na Fazenda Estrela, nada encontrei, nem escombros da plataforma" (Gutierrez L. Coelho, 01/2008). Em 2012, servia como moradia e estava em boa forma, externamente.
(Fontes: Rafael Ribeiro; Hugo Caramuru; Jorge A. Ferreira; Gutierrez L. Coelho, 2008)
     

A estação em junho de 1990. Foto Hugo Caramuru

A estação, em 07/2002. Foto Jorge Alves Ferreira

A estação, em 01/2008. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação, em 01/2008. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação em 1/11/2010. Foto Gutierrez L. Coelho
 
     
Atualização: 05.04.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.