A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Reduto
Manhuaçu
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Leopoldina (1915-1975)
MANHUAÇU
Município de Manhuaçu, MG
Linha de Manhuaçu - km 574,142 (1960)   MG-1736
Altitude: 612 m   Inauguração: 11.12.1915
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha que ligava a estação de Recreio a Santa Luzia (Carangola) teve a sua concessão e construção a cargo da Companhia Alto Muriaé, estabelecida em 1880. Em 2/5/1883, a empresa foi incorporada pela E. F. Leopoldina. Uma alteração de traçado da linha original para Muriaé levou a Leopoldina a passar por uma pequena extensão dentro de território fluminense, onde estava Santo Antonio (Porciúncula), retornando para Minas, seguindo para Carangola, onde chegou em 1887. De 1911 a 1915, a Leopoldina prosseguiu a linha até Manhuaçu, seu ponto final. O trecho Manhuaçu-Carangola foi fechado em 23/07/1975. Porciúncula-Carangola foi fechado em 1977, e em 1979, fechou-se a linha entre Cisneiros e Porciúncula. O pequeno trecho Recreio-Cisneiros nunca foi oficialmente suprimido.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Manhuaçu, terminal da linha de Manhuaçu da E. F. Leopoldina, foi inaugurada em 1915.

Nos anos 1920, havia um projeto para se ligar a linha com a linha de Caratinga, situada não muito longe a oeste, na estação de Matipoó (Raul Soares), mas este projeto nunca saiu do papel.

Em
23/07/1975, a RFFSA suprimiu o trecho da linha entre Manhuaçu e Carangola, fechando definitivamente a estação. Os trens de passageiros, então fazendo a linha Rio de Janeiro-Três Rios-Recreio-Manhuaçu, ainda chegavam ali em 1970 e devem ter sido extintos com a supressão do trecho em 1975.

Em 1970, o trem de passageiros que partia da estação de
Recreio todos os dias às 6 da manhã chegava em Manhuaçu às 20:10, e saía de volta para Recreio e Rio de Janeiro às 5:50 da manhã do dia seguinte.

A estação já foi demolida. Notar que a data citada por
Paulo César Pereira (box, acima) para o final de operações do ramal (1972) difere da data oficial de fechamento do ramal fornecida pela RFFSA (1975).


ACIMA: A estação foi inaugurada em dezembro de 1915. Teria mesmo sido ela aberta provisoriamente em 1o de maio como previa a reportagem? (O Estado de S. Paulo, 19/4/2015).
"A linha de Manhuaçu fechou em 31/01/1972. Neste dia, quando eu estava fazendo limpeza, num momento eu parei junto à porta do carro de passageiros e fiquei pensando que no dia seguinte não mais estaria ali este trem, e em como seria aquele local dali em diante. Passados alguns dias, veio um trem de carga trazendo as últimas cargas que estavam compromissadas e, com ele a sua partida, ficou vazio o pátio por mais de um ano. Na última viagem do trem a Manhuaçu, vieram vários jornais para fazer a matéria, entre eles a Rede Globo, parecendo uma festa na estação. O trem fez um passeio até as proximidades do batalhão velho e retornou até onde muitas pessoas tiveram a oportunidade de fazer uma pequena viagem no que foi o último trem a sair de Manhuaçu. O povo da cidade teve o privilégio de usufruir o melhor nos transportes de passageiros, pois em 1968 iniciou um trem de passageiros chamado trem de aço, que transportava 60 passageiros sentados, tão confortável que se podia colocar um copo com água no piso durante a viagem e ele não entornava. Durou pouco tempo, funcionou até 1971. Em 26 de abril de 1973, chegou a Manhuaçu um trem com vários vagões e pranchas, puxado pela locomotiva a vapor 342, que iniciou os serviços de retirada dos trilhos, dormentes e todos os materiais da ferrovia: em diversos os finais de semana seguintes vinham até Manhuaçu locomotivas diesel para levar as mercadorias. Com isso, foram desaparecendo os vestígios da estrada de ferro, demorando em média uma semana para desmanchar um quilômetro: e acompanhei todos esses trabalhos de desmanche até a cidade de Reduto. Desta forma eu como admirador de ferrovias tenho hoje só a lamentar, pois não temos mais nenhum vestígio dela em nossa cidade, ficando somente as lembranças que o passado deixou. Até mesmo a estação foi totalmente destruída, ficando só no local um terminal rodoviário e uma praça".
AO LADO: Por Paulo César Pereira, 30/08/2006.
ACIMA: A estação de Manhuaçu em 1927 (O Malho, 1927). ABAIXO: Mapa dos anos 1950 mostra a linha passando pelo município de Manhuaçu (mapa parcial) (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. VII, 1960).
(Fontes: Paulo César Pereira; Helenita Luiza Teixeira; Acervo Casa de Cultura de Manhuaçu; O Malho, 1927; Edmundo Siqueira: Resumo Histórico da Leopoldina Railway, 1938; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. VII, 1960; Guia Geral de Estradas de Ferro do Brasil; Guias Levi, 1932-1980)
     

Inauguração da estação de Manhuaçu, em 1915. Acervo Casa de Cultura de Manhuaçu, MG

A estação de Manhuaçu, já demolida. Foto sem data. Acervo Helenita Luiza Teixeira
 
     
Atualização: 22.08.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.