A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Natividade (Parada)
Bananeiras
Cândido Froes
...

...

ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
 
 
Cia. E. F. Carangola (1886-1890)
Cia. Barão de Araruama (1890)
E. F. Leopoldina (1890-1973)
BANANEIRAS
Município de Natividade, RJ
Linha de Carangola - km 462,236 (1960)   RJ-0565
Altitude: 153 m   Inauguração: 18.02.1886
Uso atual: moradia (2018)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
HISTORICO DA LINHA: A Companhia Estrada de Ferro do Carangola foi constituída em 20 de março de 1875. Tinha a concessão para diversas linhas nas Províncias do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. Entre essas, o que viria a ser mais tarde a linha de Carangola, incorporado pela Cia. Leopoldina em 1890, foi aberto entre as estações de Murundu e de Santo Antonio do Carangola (Porciúncula) entre os anos de 1878 e 1886. A Linha de Carangola foi extinta pela RFFSA em 31/12/1973 no trecho entre Porciúncula e Itaperuna, e em 1/11/1977 no trecho restante.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Bananeiras foi inaugurada em 1886. Há fontes que citam a data de inauguração como sendo a de 28/02/1887.

Trens de passageiros, que ainda passavam por ali em 1970, foram desativados com a supressão desse trecho, em 31/12/1973, quando a estação foi fechada.

Em 2018 ainda estava de pé e servia como moradia.

1891
À ESQUERDA:
A estação de Bananeiras localizava-se no Estado do Rio de Janeiro, na época município de Itaperuna. Permutava malas postais diariamente com a Administração do Distrito Federal (Rio de Janeiro). As malas seguiam pela E. F. Carangola até Santo Antônio do Carangola, atual Porciúncula. Daí, pela E. F. Leopoldina - Ramal de Muriaé - até a Estação de Recreio, onde havia o entroncamento com a Linha do Centro da E. F. Leopoldina até Porto Novo do Cunha. Em seguida ia pela EFCB - Ramal de Porto Novo até Três Rios, atual Entre Rios e, pela mesma ferrovia - Linha do Centro - ao destino (Marcelo Protzner, 3/5/2009).
(Fontes: Luiz Antonio Mathias Netto; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Bananeiras, em novembro de 1998. Foto Luiz Antonio Mathias Netto

A estação em 10/2018. Foto Julio Alves
 
     
Atualização: 10.11.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.