A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Morro Grande
Cachoeiro-Caravelas
...
 
Cia. Lloyd Brasileiro (1887-1898)
Espirito Santo and Caravellas Ry. Co. Lmtd. (1898-1907)
E. F. Leopoldina (1907-c.1910?)
CACHOEIRO-CARAVELAS
Município de Cachoeiro do Itapemirim, ES
Ramal Sul do Espírito Santo - km   ES-3462
    Inauguração: 1887
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
HISTORICO DA LINHA: O Ramal Sul do Espírito Santo, assim denominado pela Leopoldina teve sua origem na E. F. Sul do Espírito Santo, que tinha uma linha construída na região de Vitória e pertencia ao Governo do Estado do Espírito Santo, e na E. F. Caravelas, ambas adquiridas pela Leopoldina em 1908. A Caravelas partia de Vitória para Castelo, de um lado, e para Rive, do outro, bifurcando na estação de Matosinhos (Coutinho). Estes trechos estavam prontos desde 1887. Para chegar a Minas Gerais, na linha do Manhuaçu, como rezava o contrato, a Leopoldina levou cinco anos, abrindo o trecho Rive-Alegre em 1912 e até Espera Feliz, ponto final, em 1913. No final dos anos 60, o trecho Cachoeiro-Guaçuí foi suspenso para passageiros e finalmente erradicado em 26/10/1972. O outro trecho, Espera Feliz-Guaçuí, transportou passageiros até a sua erradicação, em 05/11/1971. Sobram ainda trilhos desde Cachoeiro até próximo à estação de Coutinho, para transportar mármore e granito das diversas serrarias dessas pedras que existem na região.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Cachoeiro da Estrada de Ferro Caravelas foi a primeira estação de Cachoeiro do Itapemirim, inaugurada em 1887. Ficava na atual Praça Jerônimo Monteiro, no centro da cidade. Pelo menos até 1903, ela funcionava como passagem dos trens que vinham de Vitória e seguiam até Rive; depois, com a ampliação desta linha até a linha do Manhuaçu, em Espera Feliz, e o prolongamento até o Estado do Rio de Janeiro, em Campos, da que seria a linha do Litoral da Leopoldina, esta, que comprara a ferrovia em 1907, passa a ter duas estações na cidade, e desativa a mais antiga. Quando, exatamente, não consegui identificar; porém, em 1924, é certo que a velha estação da Caravelas não mais existia. Os trens para Vitória, Rio de Janeiro e Espera Feliz passam a sair todos da estação da Leopoldina, e sobra apenas além desta a estação da E. F. Itapemirim, que jamais foi abocanhada pela Leopoldina.
ACIMA: A sequência de mapas mostra, à esquerda, a posição das ferrovias antigas que cortavam Cachoeiro; ao centro, as mesmas ferrovias e a variante de 1995; por fim, à direita, a variante de 1995, que foi rudo o que sobrou (Plotagem dos esquemas: Gladstone Rubim, 2006)
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Paulo H. Thiengo; Milton Palhares; Sebastião Faria Camargo; Paulo Szabadi; Marcos A. Farias; América M. Moysés; Gladstone Rubim, in memoriam; Edmundo Siqueira, Resumo Histórico da Leopoldina Railway, 1938; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-79)
.
     

A estação de Cachoeiro da E. F. Caravelas, em foto sem data, provavelmente por volta de 1910. Foto cedida por Gladstone Rubim
 
     
Atualização: 05.02.2011
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.