A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
São João da Barra
Atafona
...

...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1996
...
 
E. F. Campista (1896-1902)
E. F. Leopoldina (1902-1962)
ATAFONA
Município de São João da Barra, RJ
Ramal de Campista - km 358,658 (1960)   RJ-1853
Altitude: 6 m   Inauguração: 11.04.1896
Uso atual: abandonada (2016)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: entre 1935 e 1942
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Campista foi constituída em 16/10/1894, e inaugurou a linha entre Campos e Atafona em 3/9/1897. Foi vendida à Leopoldina em 1902, passando a se chamar ramal de Campista. Os trens de passageiros rodaram até cerca de 1962. A linha, ainda parcialmente assentada em diversos trechos em 1996, nunca foi oficialmente suprimida.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Atafona foi inaugurada em 1896.

"Em fins da década de 1940, mais especificamente em 1947, (...) Nessa época as poucas casas construídas em Atafona ficavam próximas à estação de trem que era considerada a área central do balneário, e, relativamente, distante da área onde foi construída a casa. (...) Essa nomeação das casas é um ato freqüente no balneário. (...) até 1970 as ruas não possuíam nome e as casas números, para fins antropológicos é possível pensar na identidade das famílias que se inscreviam no local (...)" (Formas de sociabilidade no balneário de Atafona a partir da leitura de um álbum de família" (Juliana Blasi Cunha, PPGA/UFF; Lemetro/UFRJ; Marco Antonio da Silva Mello, GAP-UFF; DAC-UFRJ; LeMetro/IFCS-UFRJ).

Em 1962, nos domingos, o trem partia da estação de Campos às 5:45 da manhã e chegava a Atafona às 7:35. Partia de volta somente às 16 horas.

A rua da Estação chama-se hoje Ernani Alves. Desativada há anos, a estação em 1996 servia como restaurante, tendo um carro estacionado à frente do prédio. Os trilhos, no entanto, somente existem junto ao prédio. Em 2016, a estação estava totalmente abandonada.

ACIMA: Mapa dos anos 1950, mostrando parte do município de São João da Barra, com a estação no centro e muito próxima à foz do rio Paraíba do Sul. Reparar que a linha, no mapa, não segue até Atafona (falha do mapa, na época). Também pode-se notar um ramal com ramificações partindo da estação de Barcelos (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. VI, 1958).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Bruno Pionkewicz de Souza; Juliana Blasi Cunha, PPGA/UFF; Lemetro/UFRJ; Marco Antonio da Silva Mello, GAP-UFF; DAC-UFRJ; LeMetro/IFCS-UFRJ: Formas de sociabilidade no balneário de Atafona a partir da leitura de um álbum de família; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-79; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Atafona, em 14/12/1996. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação de Atafona, em 14/12/1996. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação de Atafona, em 14/12/1996. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 11/12/2016. Foto Bruno Pionkewicz de Souza
 
     
Atualização: 20.01.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.