A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Santo Ignacio
Visconde de Imbé
Manuel de Morais
...

...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Leopoldina (1896-1965)
VISCONDE DE IMBÉ
Município de Trajano de Morais, RJ
Ramal de Mendes de Morais - km 351,743 (1960)   RJ-1855
Altitude: 334 m   Inauguração: 15.09.1896
Uso atual: em ruínas (2012)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal que ligava Entroncamento (Conde de Araruama) a Ventania (Trajano de Morais) teve a linha entregue em 1878 até Conceição e no ano seguinte até Triunfo (Itapuá) e Ventania, pela E. F. Barão de Araruama. Somente em 1896, já com as linhas de posse da Leopoldina, foi entregue a continuação até Visconde do Imbé e em 1897 a Manoel de Morais. Antes disso, em 1891, o engenheiro Ambrosino Gomes Calaça havia aberto uma linha entre Ventania e Santa Maria Madalena, estabelecendo outro ramal. Logo após a inauguração, a linha foi vendida À E. F. Santa Maria Madalena, e em 1907 à Leopoldina. Dependendo da época, a linha principal era Conde de Araruama-Madalena, ou Conde de Araruama-Manoel de Morais, com o outro trecho sendo o ramal, ou seja, passando por baldeação ou espera em Trajano de Morais. Em 31/08/1965, o trecho a partir de Triunfo foi suprimido para trens de passageiros, ou seja, o entroncamento de Trajano de Morais já não era alcançado. Em 1966 ou 1967, o que restava do ramal acabou de vez. Ficou, entretanto, o trecho entre Conde de Araruama e Conceição de Macabu ainda funcionando para a Usina Victor Sence, até o início dos anos 1990. Com a sua desativação, os trilhos foram arrancados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Visconde de Imbé foi inaugurada em 1896.

O trem foi desativado em 1965.

O prédio da estação ainda existia em 2004, mas em janeiro de 2008, estava praticamente demolido, graças à ignorância cultural reinante em vários lugares deste país, que confundem "restauração" com "reforma". A informação obtida por Ricardo Quinteiro de Mattos é de que ela estava sendo restaurada para se tornar um centro cultural. Centro cultural, depois de descaracterização? Centro de ignorância!!! De qualquer forma, em 2009 a obra teria sido embargada pelo IPHAN. Em 2012, estava em ruínas.

(Fontes: Ricardo Quinteiro de Mattos; Gutierrez L. Coelho; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação no carnaval de 1987. Foto Angela Nair

A estação de Visconde de Imbé em 01/2004. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação de Visconde de Imbé em 01/2008, sendo "restaurada". Foto Ricardo Quinteiro de Matos

A estação de Visconde de Imbé em 01/2008, sendo "restaurada". Foto Ricardo Quinteiro de Matos

A estação em ruínas em 5/8/1912. Autor desconhecido
 
     
Atualização: 14.08.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.