A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Banquete
Bom Jardim
Parada Fluminense
...

...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. do Cantagalo (1875-1887)
E. F. Leopoldina (1887-1964)
BOM JARDIM
Município de Bom Jardim, RJ
Linha do Cantagalo - km 178,466 (1960)   RJ-3512
Altitude: 574 m   Inauguração: 07.03.1875
Uso atual: Cartório e outros usos   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: entre 1935 e 1942
 
 
HISTORICO DA LINHA: O que se convencionou chamar de Linha do Cantagalo pela E. F. Leopoldina correspondia a apenas parte da E. F. Cantagalo, ferrovia original da região. Entre 1860 e 1873, a linha foi construída e aberta entre Porto das Caixas e Macuco, além da cidade de Friburgo. Essa linha originalmente tinha a bitola de 1,676m, depois reduzida para 1,109m e finalmente para métrica. O prolongamento desde a estação de Cordeiro, nesse trecho, até Portela, Às margens do rio Paraíba do Sul, somente foi aberto por pequenos trechos, entre 1876 e 1890, e esse trecho no início era chamado de Ramal Férreo do Cantagalo. Em 1890 a Leopoldina já era dona de todo o trecho, e passou a utilizar o termo Linha do Cantagalo. Esta linha foi fechada por partes: entre Cachoeira de Macacu e Portela a supressão ocorreu em 1967, enquanto que o trecho inicial foi suprimido em 1973. Os trens de passageiros acabaram antes: entre 1962 e 1963 no trecho Cantagalo-Portela e em 15 de julho de 1964 no trecho Cachoeira de Macacu-Cantagalo. Em 1969, o trecho inicial do ramal também teve os trens cancelados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Bom Jardim foi inaugurada em 1875.

"O núcleo do município, que conserva o nome de Bom Jardim, era um povoado na margem do Rio São José na zona compreendida da Serra dos Órgãos. Este povoado recebeu o predicamento de freguesia por força do Decreto nº 969 de 13.10.1857, com o nome de São José do Ribeirão. A formação do povoado que tomou o nome de Bom Jardim, em torno da criação da estação, diz-se, foi devido ao fato de se negarem os habitantes da freguesia de São José do Ribeirão a consentir na passagem dos trilhos da E. F. Cantagalo por suas terras, receosos de que as fagulhas das locomotivas viessem a danificar suas plantações. Pouco a pouco, e numa constante rivalidade, a nova localidade, devido ao progresso trazido pela estrada de ferro, entrou em fase de grande prosperidade, suplantando a de São José do Ribeirão" (Reihold Koester - Carimbologia do Brasil Clássico).

A remodelação do prédio da estação em 1934 ficou aos cuidados do arquiteto Faro Filho.

Os trens de passageiros nesse trecho foram desativados em algum dia entre julho de 1963 e outubro de 1965.

Pelo que se pode ver comparando a foto de 1930 e a de 2006, o que provavelmente ocorreu é que existiu outro prédio para a estação construído posteriormente, e este prédio é o que foi descaracterizado depois de a estação ter sido fechada nos anos 1960.

A estação de Bom Jardim ainda estava em pé em 2006. Havia sido constrfuído um novo andar sobre a estação, que foi bastante descaracterizada, embora ainda houvesse algumas partes originais.

Serviu como Prefeitura Municipal, mas mais tarde a prefeitura mudou de endereço e a ex-estação virou o Banco do Brasil e a Farmácia Popular, entre outros.

Em 2016, ali funcionavam o Cartório Eleitoral, Conselho Tutelar, Promoção Social, Junta Militar e parte da farmácia.

1893
AO LADO: A estação de Bom Jardim, localizada na ocasião no município de Cantagalo, pertencia inicialmente à Estrada de Ferro de Cantagalo, mais tarde absorvida pela E. F. Leopoldina. As malas postais, permutadas diariamente, saiam da Administração Federal (Rio de Janeiro) e seguiam pelas barcas da Companhia Leopoldina até Maruí (Niterói). Daí, pela E. F. Leopoldina até Porto de Caxias e em seguida ao destino, pelo ramal de Cantagalo, da mesma estrada de ferro. Na época de circulação desse selo, 1º de junho de 1893 existia uma estação também da E. F. Leopoldina, em Minas Gerais, ramal de Serraria, atual município de Piraúba, porém, apesar da agência da estação ter sido criada em 1886, o agente só foi titulado em 9 de novembro de 1893, sete anos após a circulação desse selo. Outra estação, com o nome de Bom Jardim de Minas pertencente à E. F. Sapucaí, só foi inaugurada em 1897. Havia também mais duas estações com este nome: em São Paulo (ramal de Bauru - EFS e em Pernambuco (Ramal de Bom Jardim (RFN) (Texto e cópia Marcio Protzner, 30/8/2009)..

ACIMA: Pela rua principal de Bom Jardim passavam os trilhos da linha do Cantagalo. Isto acontecia em muitas das cidades do Rio de Janeiro e de outros Estados (em São Paulo, jamais). A foto foi publicada em 1958 (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1958).

ACIMA: Centro da cidade de Bom Jardim nos anos 1960, com a estação no centro da fotografia (Instituto Histórico e Geográfico de Bom Jardim).

(Fontes: Ronnie Peterson Silva de Andrade; Sandro Martins; Márcio Protzner; Instituto Histórico e Geográfico de Bom Jardim; Reihold Koester: Carimbologia do Brasil Clássico; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

À esquerda da foto, a estação, em 1930. Ainda era o prédio original. Acervo Sandro Martins

A estação, totalmente descaracterizada e com um andar a mais, em 05/2006. Foto Sandro Martins

A estação, totalmente descaracterizada e com um andar a mais, em 05/2006. Foto Sandro Martins

A estação em 16/3/2016. Foto Fernando Marietan
   
     
Atualização: 29.02.2020
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.