A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Bananal
Guapimirim
Barreira
...

...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
E. F. Teresopolis (1896-1919)
E. F. Central do Brasil (1919-1957)
E. F. Leopoldina (1957-1975)
RFFSA (1975-1994)
Flumitrens/Central (1994-2011)
Supervia (2011-)
GUAPIMIRIM
Município de Guapimirim, RJ
Ramal de Teresópolis - km 21,748 (1925)   RJ-1205
Altitude: 31 m   Inauguração: 1896
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1896
 
 
HISTORICO DA LINHA: E. F. TERESÓPOLIS (RAMAL DE TERESÓPOLIS): A ferrovia ligando Magé a Teresópolis foi aberta em 1908, partindo do Porto da Piedade, nos fundos da Baía da Guanabara, chegando a Alto Teresópolis, depois de diversas inaugurações parciais de trechos a partir da Piedade desde 1896. Em 1919, a ferrovia foi encampada pela E. F. Central do Brasil, que prolongou a linha até a várzea de Teresópolis. Já antes de 1940, porém, o trecho entre Porto da Piedade e Magé foi suprimido, e os trens para Teresópolis, operados pela Central do Brasil, passaram a sair da estação de Barão de Mauá e seguindo pela linha da Leopoldina até Magé, daí entravam pela linha original. Em 9 de março de 1957, a linha foi entregue à Leopoldina, que imediatamente suprimiu o trecho Guapimirim-Teresópolis; no trecho Magé-Guapimirim até hoje passam trens de subúrbio operados desde 2011 pela Flumitrens/Central.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Guapimirim foi aberta em 1896 no primeiro trecho da E. F. Teresópolis.

Teve diversos nomes, como Raiz da Serra, Guapi, Bananal, Alcindo Guanabara (veja foto do homenageado abaixo) e Guararema.

Até 1901 foi ponta de linha, e mesmo depois disso; nesse ano se iniciaram as obras para o trecho mais difícil, o da serra.

A região se desenvolveu por causa do trem; é sabido que nos anos 1950, a maior parte da população do local eram ferroviários da Central do Brasil e lavradores. Aliás,
fato curioso: apesar de sair da estação de Barão de Mauá e transitar pela linha da Leopoldina até Magé, onde saía para Guapimirim, a linha era manejada pela Central desde 1919.

Com a supressão do trecho entre Guapimirim e Teresópolis em 1957, a estação voltou a ser ponta de linha, o que permanece até hoje. Trens da Flumitrens, recentemente batizada de Central (!) chegam até a estação, num transporte precário e com péssimas acomodações. Mas chega, o que é uma raridade no Brasil ferroviário atual. Desde 1990, Guapimirim, então um distrito de Magé, passou a ser município.


ACIMA: Fim da linha em Guapimirim: um muro. Além deste, até 1957 continuava o leito para Teresópolis (Foto Julio Cesar da Silva, 2/11/2009).

AO LADO: Quem foi Alcindo Guanabara
(Fontes: Carlos Latuff; Julio Cesar da Silva; Pedro Paulo Resende; Newton Carneiro; Folha de S. Paulo, 19/7/1961; Carlos Cornejo e Eduardo Gerodetti: Lembranças do Brasil - As Ferrovias nos Cartões Postais e Álbuns de Lembranças; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Raiz da Serra, sem data. Foto do livro de Carlos Cornejo e Eduardo Gerodetti, Lembranças do Brasil - As Ferrovias nos Cartões Postais e Álbuns de Lembranças

Estação e pátio, foto sem data. Cedida por Pedro Paulo Resende

Estação de Guapimirim, 2002. O velho sino ainda se conserva lá. Foto Carlos Latuff

Embarque em Guapimirim, 2002. Foto Carlos Latuff

A estação, em 2003. Foto Newton Carneiro

A estação, em 2003. Foto Newton Carneiro

A estação, em 2003. Foto Newton Carneiro

Linha seguindo no sentido Rio de Janeiro. Foto Newton Carneiro

A estação, em 2003. Foto Newton Carneiro

A estação em 09/2013. Foto Carlos Latuff
 
     
Atualização: 23.04.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.