A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Jucu
Viana
Vitória
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Cia. E. F. Sul do Espírito Santo (1895-1907)
E. F. Leopoldina (1907-1975)
RFFSA (1975-1996)
VIANA (antiga JABAETÉ)
Município de Viana, ES
Linha do Litoral - km 617,632 (1960)   ES-1922
Altitude: 15 m   Inauguração: 13.07.1895
Uso atual: museu   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O que mais tarde foi chamada "linha do litoral" foi construída por diversas companhias, em épocas diferentes, empresas que acabaram sendo incorporadas pela Leopoldina até a primeira década do século XX. O primeiro trecho, Niterói-Rio Bonito, foi entregue entre 1874 e 1880 pela Cia. Ferro-Carril Niteroiense, constituída em 1871, e depois absorvida pela Cia. E. F. Macaé a Campos. Em 1887, a Leopoldina comprou o trecho. A Macaé-Campos, por sua vez, havia constrtuído e entregue o trecho de Macaé a Campos entre 1874 e 1875. O trecho seguinte, Campos-Cachoeiro do Itapemirim, foi construído pela E. F. Carangola em 1877 e 1878; em 1890 essa empresa foi comprada pela E. F. Barão de Araruama, que no mesmo ano foi vendida à Leopoldina. O trecho até Vitória foi construído em parte pela E. F. Sul do Espírito Santo e vendido à Leopoldina em 1907. Em 1907, a Leopoldina construiu uma ponte sobre o rio Paraíba em Campos, unindo os dois trechos ao norte e ao sul do rio. A linha funciona até hoje para cargueiros e é operada pela FCA desde 1996. No início dos anos 1980 deixaram de circular os trens de passageiros que uniam Niterói e Rio de Janeiro a Vitória.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Viana foi inaugurada em 1895 pela E. F. Sul do Espírito Santo.

Mais tarde, foi incorporada à linha do Litoral da E. F. Leopoldina, ligada ao Rio de Janeiro e Niterói.

Por algum tempo, nos anos 1960, a estação foi chamada de Jabaeté, retomando seu nome original depois.

A estação em 2013 servia como museu. Nesse mesmo ano, dela saía um trem turístico que seguia até a estação de Marechal Floriano. Em 2017, esse trem não existe mais.

ACIMA: A estação em 1904 (O Malho, 28/5/1904). ABAIXO: Pátio e estação de Viana (ao fundo) em 1983 (Autor desconhecido).

ACIMA: A estação de Viana e a locomotiva a vapor que ora posa a seu lado (Foto Waldson Menezes em maio de 2008). ABAIXO: Mapa parcial do município de Viana nos anos 1950, cortado pela linha do Litoral da Leopoldina e passando por diversas estações e paradas dentro do município (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. VII, 1958).
(Fontes: Waldson Menezes; Paulo Szabadi; Marcos A. Farias; O Malho, 1904-1909 ; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

Casamento do agente da estação, em 1909. O Malho, 23/1/1909

A estação, em 2001. Foto Paulo Szabadi

A estação em 02/2006. Foto Marcos A. Farias

A estação em 02/2006. Foto Marcos A. Farias

A estação em 05/2008. Foto Waldson Menezes
 
     
Atualização: 30.03.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.