A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Angélica
Piabetá
Fragoso
...
Saída do ramal de Guia de Pacobaíba (1888-1996): Cassebu
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Leopoldina (1888-1975)
RFFSA (1975-1997)
Supervia (1997-2012)
PIABETÁ
Município de Magé, RJ
Linha do Norte - km 44,932 (1960)   RJ-1946
    Inauguração: 04.1888
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha que unia o centro do Rio de Janeiro a Petrópolis e Três Rios foi construída por empresas diferentes em tempos diferentes. Uma pequena parte dela é a mais antiga do Brasil, construída pelo Barão de Mauá em 1854 e que unia o porto de Mauá (Guia de Pacobaíba) à estação de Raiz da Serra (Vila Inhomerim). O trecho entre esta última e a estação de Piabetá foi incorporada pela E. F. Príncipe do Grão Pará, que construiu o prolongamento até Petrópolis e Areal entre os anos de 1883 e 1886. Finalmente a estação de Areal foi unida à de Três Rios em 1900, já pela Leopoldina. Finalmente, o trecho entre o a estação de São Francisco Xavier, na Central do Brasil, e Piabetá foi entregue entre 1886 e 1888 pela chamada E. F. Norte, que neste último ano foi comprada pela R. J. Northern Railway. Finalmente, em 1890, a linha toda passou para o controle da Leopoldina. Em 1926 a linha foi estendida finalmente até a estação de Barão de Mauá, aberta nesse ano, eliminando-se a baldeação em São Francisco Xavier. O trecho entre Vila Inhomerim e Três Rios foi suprimido em 5 de novembro de 1964. Segue operando para trens metropolitanos todo o trecho entre o centro do Rio de Janeiro e Vila Inhomerim.
 
A ESTAÇÃO: "A linha da E. F. Mauá saia de Guia de Pacobaíba, e primeiro cruzava em Bongaba com a linha da Leopoldina que ia para Mage e era a linha que vai para Campos - a linha que contorna a baia da Guanabara ate hoje - dai ela seguia na direção de Piabeta para se encontrar com antiga Linha do Norte, hoje operada pela Supervia/Central. Quando estive no final de 2001 em Piabeta, dava para ver onde existia uma linha em arco que ligava as duas linhas para que os trens pudessem mudar de linha sem necessidade da reversao. A própria estacao de Piabeta é quase um V, acho que la era realmente onde as linhas se encontravam para ir em direcao da Vila Inhomerim. Lembro-me também de ver

ACIMA: Estação de Piabetá e pátio, em janeiro de 2010, tomada sentido Vila Inhomirim (Foto Julio Cesar da Silva). ABAIXO: O patrimônio ferroviário mais antigo do Brasil entregue às traças: essa linha encoberta pela terra e com casas construídas sobre ela é a linha entregue por Mauá em 1854. Tombada pelo IPHAN, ninguém a respeita, muito menos a prefeitura de Magé. Mais para o fundo, a estação de Piabetá, onde se junta a linha ativa vinda da estação de Angélica para seguir para a Vila Inhomerim, e a linha abandonada, desde 1962 (Foto Julio Cesar da Silva em janeiro de 2010).
pontes de ferro que suponho ser da linha da Mauá, ja quase chegando em Piabetá, paralalemante uns 200 m da linha da Supervia/Central
" (Cleber Alves, 02/2004). "O ramal Saracuruna-Vila Inhomirim é um dos mais esculhambadas de todo o estado do Rio. Estive no trecho pela primeira vez em 2002, e de lá pra cá percebi que alguma coisa mudou, mas o serviço prestado pela Supervia ali ainda é precário. Tanto assim que nem passagem é cobrada. Dois trens atendem a linha e mesmo a presença ostensiva de seguranças no interior dos carros não impede a ação de vândalos - em Vila Inhomirim vi composições com janelas arrancadas. O trem é obrigado a parar algumas vezes, para que o manobrador (que vai na locomotiva) possa trocar de chave" (Carlos Latuff, 07/2007).
(Fontes: Julio Cesar da Silva; Cleber Alves; Carlos Latuff, 2007; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

A estação de Piabetá, em 07/2007. Foto Carlos Latuff

A estação de Piabetá, em 07/2007. Foto Carlos Latuff

A estação de Piabetá, em 07/2007. Foto Carlos Latuff

A estação de Piabetá, em 07/2007. Foto Carlos Latuff
 
     
Atualização: 22.01.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.