A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice
Estações de Sta Catarina
...
Beluno
Siderópolis
Rio Fiorita
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...

 
E. F. Tereza Cristina (1947-)
SIDERÓPOLIS
Município de Siderópolis, SC
Ramal de Siderópolis - km 126,552 (1987)   SC-1767
Altitude: -   Inauguração: 07.1947
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Siderópolis, também chamado de ramal de Treviso, foi aberto em 1947. Dele partiam dois ramais cargueiros: Mina União, com 2.540 metros, e o da Mina do Mato, com 4.680 metros. O primeiro partia a 1.640 metros da estação de Pinheirinho e o segundo, a 2.452 metros. O ramal era operacional em 2016; todas as estações foram demolidas.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Siderópolis foi inaugurada em 1947.

"A Ferrovia Tereza Cristina (FTC) se declara aberta a negociações com a comunidade e os órgãos competentes sobre o asfaltamento do acesso usado por motoristas que usam o desvio na SC-447, que liga Siderópolis a Treviso. A empresa emitiu nota ao Jornal A Tribuna, referindo-se à matéria publicada na edição de ontem, que relatava os problemas de quem precisa esperar a passagem do trem pelo local. Vereadores solicitaram como medida compensatória a pavimentação de menos de um quilômetro da estrada usada como atalho. A Ferrovia afirma que melhorias já foram feitas e que aceita conversar sobre o assunto. Na nota, alega que a operação que ocorre em Siderópolis, que antes causava a interrupção da passagem por três horas, hoje leva cerca de uma hora. "Inúmeras reuniões foram feitas para equacionar o problema. As alternativas propostas estão em desenvolvimento", informa o documento" (A Tribuna, 23/4/2009).

NOTA: Há uma grande confusão entre os nomes das estações neste ramal que não consegui explicar exatamente. O Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil dá como quilometragens - para Pinheirinho, 112,746; para Rio Maina, 118,486; para Beluno, 126,552 e para Siderópolis, 129,289. Já o Guia Levi, em todas as edições dos anos 1940 até os anos 1970 (quando terminou o ramal para trens de passageiros), dá os números, respectivamente, 115, 121, 129 e 132, nunca citando Rio Fiorita como estação. Porém, notem que as distâncias entre as estações se mantêm (seria a diferença de 3 km a mais no GL devido a alguma alteração de linha que teria "comido" 3 km da linha-tronco, e, portanto, de Pinheirinho e as demais do ramal?). Finalmente, Walter Zumblick, em seu livro de 1987, afirma que as quilometragens eram, naquela época: Pinheirinho, 112,746; Rio Maina, 118,486; Siderópolis, 126,552; Rio Fiorita, 129,289 e Treviso, 137,523. Parece-me um erro do Guia Geral, já que Zumblick parece estar correto. As diferenças: Beluno e Sideropolis não deveriam ter sido a mesma estação, já que o nome da cidade foi trocado de Beluno para Sideropolis ainda na época da Segunda Guerra? Se a estação foi aberta em 1947, como citado em diversas fontes, já deveria ter sido aberta com o nome atual. Relatórios de 1943 ainda versam sobre a construção da linha e Beluno é sempre citada com este nome - ela era divisa de dois trechos de construção, entre Pinheirinho e Beluno e entre esta e Treviso. A dúvida é: a estação de Beluno e de Sideropolis eram a mesma ou não? Por que Rio Fiorita não é citada no Guia Levi, se o trem de passageiros comprovadamente chegava até ela? Enfim - as dúvidas persistem. As quilometragens utilizadas no alto das páginas das estações deste ramal são as de Walter Zumblick, e a estação de Beluno foi colocada neste site também (e sendo a mesma da estação de Sideropolis), mas sem se saber se era uma outra ou a mesma da cidade.


ACIMA: Túnel da ferrovia em Siderópolis (Foto Carlos Latuff, 16/1/2016).

(Fontes: Carlos Latuff; Walter Zumblick: Teresa Cristina, a Ferrovia do Carvão, UFSC, 1987; Guia Levi, 1940-79).
     

Estação Sideropolis em 1951. Revista Brasil Constrói
   
     
     
Atualização: 29.12.2019
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.