A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Luiz Carlos
Guararema
São Silvestre
...

ram. S. Paulo EFCB-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2000
...
 
E. F. do Norte (1876-1889)
E. F. Central do Brasil (1889-1975)
RFFSA (1975-1998)
GUARAREMA
Município de Guararema, SP (veja a cidade)
Ramal de São Paulo - km 426,743 (1928)   SP-1978
Altitude: 578,994 m   Inauguração: 02.07.1876
Uso atual: museu municipal (2017)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1927
 
 
HISTORICO DA LINHA: Em 1869, foi constituída por fazendeiros do Vale do Paraíba a E. F. do Norte (ou E. F. São Paulo-Rio), que abriu o primeiro trecho, saindo da linha da SPR no Brás, em São Paulo, e chegando até a Penha. Em 12/05/1877, chegou a Cachoeira (Paulista), onde, com bitola métrica, encontrou-se com a E. F. Dom Pedro II, que vinha do Rio de Janeiro e pertencia ao Governo Imperial, constituída em 1855 e com o ramal, que saía do tronco em Barra do Piraí, Província do Rio, atingindo Cachoeira no terminal navegável dois anos antes e com bitola larga (1,60m). A inauguração oficial do encontro entre as duas ferrovias se deu em 8/7/1877, com festas. As cidades da linha se desenvolveram, e as que eram prósperas e ficaram fora dela viraram as "Cidades Mortas"... O custo da baldeação em Cachoeira era alto, onerando os fretes e foi uma das causas da decadência da produção de café no Vale do Paraíba. Em 1889, com a queda do Império, a E. F. D. Pedro II passou a se chamar E. F. Central do Brasil, que, em 1896, incorporou a já falida E. F. do Norte, com o propósito de alargar a bitola e unificar as 2 linhas. O primeiro trecho ficou pronto em 1901 (Cachoeira-Taubaté) e o trecho todo em 1908. Em 1957 a Central foi incorporada pela RFFSA. O trecho entre Mogi e São José dos Campos foi abandonado no fim dos anos 1980, pois a construção da variante do Parateí, mais ao norte, foi aos poucos provando ser mais eficiente. Em 31 de outubro de 1998, o transporte de passageiros entre o Rio e São Paulo foi desativado, com o fim do Trem de Prata, mesmo ano em que a MRS passou a ser a concessionária da linha. O transporte de subúrbios, existente desde 1914 no ramal, continua hoje entre o Brás e Estudantes, em Mogi e no trecho D. Pedro II-Japeri, no RJ.
 
A ESTAÇÃO: A estação foi aberta com o nome de Parahyba, em 1876 pela E. F. do Norte, pois, logo depois da estação, que fica em curva, existe a ponte sobre o rio Paraíba, muito bonita. Pouco tempo mais tarde o nome Guararema foi adotado para a estação.

Aliás, a ponte de ferro que hoje lá existe é a segunda: esta última foi construída e entregue em 1909 (O Estado de S. Paulo, 30/9/1909).

A estação também não é a original: foi construída em 1927.

Os trilhos ali estiveram abandonados por anos, por causa da não utilização do trecho após 1996, mas em 2003, com os cargueiros vindos de São Silvestre, onde está a fábrica da Votorantim, voltaram a ser utilizados com freqüência.

Em 2017, já havia vários anos o prédio da estação funcionava como museu e estava muito bem cuidado. Um trem turístico, correndo da estação até Luiz Carlos, ida e volta, funcionava todos os finais de semana.

AO LADO: Locomotiva quebra na estação e atrasa trens em 1939 (O Estado de S. Paulo, 23/9/1939).

ACIMA: Desastre ferroviário no km 428, dois quilômetros antes da estação de Guararema: o trem de passageiros RP-4 ("Expresso Baiano") chocou-se com quatro gôndolas de um cargueiro que haviam se soltado na rampa para a estação de São Silvestre e que estavam correndo em sentido contrário (CLIQUE SOBRE A FOTO PARA VER MAIS DETALHES) (Folha da Manhã, 25/12/1955). ABAIXO: Pátio da estação de Guararema, em 10/4/2009. A estação, graças a Deus, continua muito bem mantida (Foto Silvio Deodono).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; José Carlos Daltozo; Leandro Guidini; Coaraci Camargo; Silvio Deodono; O Estado de S. Paulo, 1909 e 1939; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Comunicação, 1928; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A construção da estação atual, em 1927. Autor desconhecido

Estação de Guararema, ao fundo, à direita, em 28/10/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, em 28/10/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

Ao fundo, visto da estação, a ponte sobre o Paraíba, em 28/10/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, em 28/10/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, em 28/10/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, ao fundo, vista da ponte sobre o rio, em 04/2006. Foto Coaraci Camargo

A estação em 22/6/2012. Foto Leandro Guidini

A estação em abril de 2017. Foto José Carlos Daltozo

A estação em abril de 2017. Foto José Carlos Daltozo
   
     
Atualização: 03.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.