A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Engenheiro Cardoso
Itapevi
Santa Rita
...

Tronco EFS-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2011
...

 
E. F. Sorocabana (1875-1892)
Cia. Sorocabana e Ytuana (1892-1907)
Sorocabana Railway (1907-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1971)
FEPASA (1971-1994)
CPTM (1994-2014)
ITAPEVI (antiga COTIA)
Município de Cotia (1875-1959);
Itapevi, SP (1959-)
Linha-tronco - km 36,114 (1931)   SP-2124
Altitude: 735 m   Inauguração: 10.10.1875
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1985
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Sorocabana foi fundada em 1872, e o primeiro trecho da linha foi aberto em 1875, até Sorocaba. A linha-tronco se expandiu até 1922, quando atingiu Presidente Epitácio, nas margens do rio Paraná. Antes, porém, a EFS construiu vários ramais, e passou por trocas de donos e fusões: em 1892, foi fundida pelo Governo com a Ytuana, na época à beira da falência. Em 1903, o Governo Federal assumiu a ferrovia, vendida para o Governo paulista em 1905. Este a arrendou em 1907 para o grupo de Percival Farquhar, desaparecendo a Ytuana de vez, com suas linhas incorporadas pela EFS. Em 1919, o Governo paulista voltou a ser o dono, por causa da situação precária do grupo detentor. Assim foi até 1971, quando a EFS foi uma das ferrovias que formaram a estatal FEPASA. O seu trecho inicial, primeiro até Mairinque, depois somente até Amador Bueno, desde os anos 20 passaram a atender principalmente os trens de subúrbio. Com o surgimento da CPTM, em 1994, esse trecho passou a ser administrado por ela. Trens de passageiros de longo percurso trafegaram pela linha-tronco até 16/1/1999, quando foram suprimidos pela concessionária Ferroban, sucessora da Fepasa. A linha está ativa até hoje, para trens de carga.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Cotia foi uma das estações pioneiras da linha, em 1875, estando localizada no então município de Cotia, porém distante do centro. Na verdade, era apenas uma parada,

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1926 - Extensão dos desvios para 500 m


ACIMA: O então bairro de Itapevi, pertencente a Cotia na época, em 1939. A linha cruza o centro da foto, a estrção está no centro. Para a direita, Amador Bueno, para a esquerda, Jandira - CLIQUE NA FOTO PARA VR-LA MAIOR (Foto E. N. F. A.).
uma pequena plataforma coberta, cuja fotografia, de 1875, se vê na primeira fotografia ao pé da página. Em volta da nova estação, então, formou-se o núcleo que deu origem a Itapevi. O prédio que substituiu a pequena plataforma parece ter sido construido por volta de 1888, pois no relatório da Sorocabana referente a esse ano, incluía no orçamento (custeio) o custo da estação de Cotia. Em 1926, com a duplicação e retificação da linha, foi construído um novo prédio. Ele foi substituído por um outro, provavelmente em

ACIMA: A estação de Itapevi (ao fundo) e a praça em frente, provavelmente anos 1960. Com a construção da nova estação em 1985, a aparência desse local mudou radicalmente (acervo Osmar de Souza, e recuperação/tratamento e acervo atual Nilton Ramos). ABAIXO: Problemas nos trens de subúrbio da Sorocabana partindo de Itapevi quase causam a destruição das estações a que o trem atendia em 1959 - CLIQUE PARA VER A NOTÍCIA INTEIRA (Folha da Manhã, 2/4/1959).

fins dos anos 1950, e este, por sua vez, foi substituído por um moderno, que atende hoje aos trens da CPTM, desde 1985. Nesta estação, os passageiros que seguem para as estações seguintes, até Amador Bueno, têm de tomar um novo trem, menor e mais antigo. O nome Itapevi foi dado ao vilarejo e à estação em 1945, mas o município somente se desmembrou de Cotia em 1959. "Itapevi é a única estação da linha B que possui 2 bilheterias, sendo uma exclusiva para os usuários do trem japonês, e outra para quem acessa o sistema vindo de fora, separadas por patamares e ângulos diferentes, aliás, não há ligação entre uma e outra" (Ricardo Koracsony, 02/2005). O "trem japonês" citado por Ricardo era a composição Toshiba comprada pela Sorocabana em 1957 e que fazia o percurso Itapevi-Amador Bueno (e durante um bom tempo, até Mairinque), até o ano de 2011, quando foi desativado para reforma total da linha. Em maio de 2014 voltou a operar com trens novos (reformados, na verdade) e apenas duas estações: Santa Rita e Amador Bueno, ambas reconstruídas. CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR A ESTAÇÃO VISTA DO SATELITE
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; William Gimenez; Ricardo Koracsony;
Nilton Ramos; Osmar de Souza; E. N. F. A.; Folha da Manhã, 1959; E. F. Sorocabana: Guia Oficial, 2o semestre 1953; E. F. Sorocabana: Relatórios anuais, 1872-1969; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A primitiva e deserta estação de Cotia, em 1875. Do livro dos 90 anos da EFS, atribuída a Julio W. Durski

A estação de Itapevi em 1960. Foto cedida pelo museu local

Em 18/08/1998, a estação da CPTM. Foto Ralph M. Giesbrecht

Plataforma da estação atual da CPTM, anos 90. Foto cedida por William Gimenez

Trens da CPTM na estação de Itapevi, em 08/2002. Foto Ricardo Koracsony
 
     
Atualização: 01.06.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.