A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Guará-nova
Ituverava-nova
Aramina-nova
...

Variante Entroncamento-Amoroso Costa - 1980
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2000
...
 
FEPASA (1979-1998)
ITUVERAVA-NOVA
Município de Ituverava, SP
Variante Entroncamento-Amoroso Costa - km 401,560 (1986)   SP-2138
Altitude: -   Inauguração: 1979
Uso atual: abandonada (2014)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1979
 
 
HISTORICO DA LINHA: A variante Entroncamento-Amoroso Costa foi construída e aberta pela Fepasa em 6 de fevereiro de 1979, para cargas, e em 10 de maio de 1979, para substituir o antigo ramal de Igarapava, da ex-Mogiana, passando a oeste da linha velha e com novas estações. A variante, unida ao tronco retificado da antiga Mogiana, passaram a constituir uma linha única entre Boa Vista, em Campinas, e Araguari, em Minas Gerais. O tráfego de passageiros da linha cessou em setembro de 1997.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Ituverava-nova foi inaugurada em 1979, juntamente com a variante Entroncamento-Amoroso Costa, que subsituiu o antigo ramal de Igarapava. Ela é do mesmo tipo das outras estações da variante, que foram construídas na mesma época pela Fepasa.

Atendeu a embarque e desembarque de passageiros até setembro de 1997, quando o trem de passageiros foi suprimido.

Em 2000 o prédio, vítima de vandalismo, já tinha suas instações destruídas, pias, paredes, vidros... na verdade, o acesso à estação é difícil, somente possível por ruas tortuosas de terra, no meio do nada. Mesmo assim, fica a menos de dois quilômetros da estação antiga. Esta é a distância que se tem de tomar para chegar ao prédio antigo, seguindo pelos trilhos e a partir de uma certo ponto, pegar o desvio industrial que foi mantido para a estação velha. Em 2014 continua abandonado e cada vez mais destruído. (veja também ITUVERAVA)
AO LADO: Acidente com trem de combustíveis e de outgro com minérios e milho na estação matou duas pessoas em 1988 (Folha de São Paulo, 5/4/1988).

ACIMA: Pátio e estação de Ituverava, ainda inteiros, em 14/2/1996, quando o trem de passageiros ainda parava ali (Foto Carlos R. Almeida).

Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Rodrigo Flores; Paulo Cury; Carlos R. Almeida; Diário da Manhã, Ribeirão Preto, 10/05/1979; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Em 1988, trens manobram em Ituverava-nova. Foto Paulo Cury

Em 17/06/2000, a estação já inoperante e totalmente destruída por dentro. Foto Ralph M. Giesbrecht

Atrás do mato, a estação (17/06/2000). Foto Ralph M. Giesbrecht
     
     
Atualização: 24.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.