A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Jardim Romano
Manuel Feio
Itaquaquecetuba
...
Saída da Variante do Parateí: Pinheirinho
...

variante de Poá - 1970
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2009
...

 
E. F. Central do Brasil (1926-1975)
RFFSA (1975-1994)
CPTM (1994-)
MANUEL FEIO
Município de Itaquaquecetuba, SP
Variante de Poá - km 473,371 (1960)   SP-1535
Altitude: 735 m   Inauguração: 07.02.1926
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A variante de Poá, também chamada de variante de Calmon Viana, teve a construção iniciada em 1921, mas a linha foi aberta somente em 1/1/1934, depois de uma interrupção de oito anos nas obras. Ela tinha um traçado mais suave em termos de curvas e aclives quando comparada com a linha original que seguia de Poá ao Tatuapé, no ramal de São Paulo, daí sua construção. Começava na estação de Calmon Viana e terminava na Sexta Parada (Eng. Gualberto) do ramal de São Paulo. Com o tempo, foi se transformando em linha de trens de subúrbio, os trens metropolitanos de hoje, e é uma das linhas mais movimentadas da CPTM em São Paulo, embora com os piores trens.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Manuel Feio foi inaugurada em 1926, mas aberta ao tráfego somente em 1934, com a abertura da linha. Seu nome homenageia um engenheiro da Central do Brasil.

Ganhou um prédio novo nos anos 1970.

Nessa estação se entronca a linha da variante do Parateí, desde 1952.

Hoje atende aos trens metropolitanos da CPTM.

"Manuel Feio hoje é o patio de entrada de todos os trens da MRS para a capital paulista, provindos de Minas e do Rio, e onde também fica o acesso a Paranapiacaba pela variante de Poá e pela alça de Suzano" (Mateus Rodrigues, 10/2007).
     

Plataforma da estação, anos 90. Foto cedida por William Gimenez

Fachada da estação em 12/2001. Foto Ricardo Corte

Pátio da estação em 20/10/2007. Foto Mateus Rodrigues
     
     
Atualização: 26.09.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.