A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Timbiras
Motuca
Joá
...

ramal de Jaboticabal-1950

IBGE-1956
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
Cia. Paulista de Estradas de Ferro (1893-1969)
MOTUCA
Município de Motuca, SP
Ramal de Jaboticabal-km 16,715(1959)   SP-2093
Linha-tronco métrica - 603,521 m   Inauguração: 01.02.1893
Uso atual: centro cultural (2008)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: Projetado pela Rio Claro Railway, o primeiro trecho da linha foi aberto pela Cia. Paulista, em 06/06/1892, de Rincão a Guariba, como um prolongamento da linha de bitola métrica da Paulista adquirida à RCR, e que partia de Rio Claro. Em 1893, ele chegava a Jaboticabal, e em 1902 atingiu Bebedouro. A ampliação do tronco da Paulista para a bitola larga, entre Rio Claro e Rincão, feito entre 1916 e 1922, acabou por seguir pela margem direita do rio Mogi-Guaçu e não pela linha de Jaboticabal, fazendo um arco que alcançaria Bebedouro em 1929. O trecho entre Rincão e Bebedouro, que passava por Jaboticabal, passou a ser chamado de Ramal de Jaboticabal e permaneceu com a bitola métrica até sua extinção, em 23/12/1966, entre Jaboticabal e Bebedouro, e em 02/01/1969, do trecho restante. Os trilhos começaram a ser arrancados no dia seguinte.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Motuca foi aberta em 1893, e fazia parte da então linha-tronco de bitola métrica da Paulista; a estação deu origem à cidade. No relatório de 30/4/1893, a Cia. Paulista publicou, nas págs. 265 e 266, um relatório sobre a construção de um ramal de 9,8 km, unindo a estação de Motuca às
barrancas do rio Mogi-Guaçu, em frente às corredeiras da Boa Vista. As obras foram contratadas com os empreiteiros Ricci e Andreuccetti: todo o leito, obras de arte, duas casas para turmas de conserva e uma



AO LADO: Uma das fazendas que existia nos primórdio, próxima à estação (cerca de 6km) (O Estado de S. Paulo, 18/1/1898).
caixa d'água. Os dormentes foram comprados de Salvador Basílio. Para se verificar a conveniência de prolongar o ramal para além do rio Mogi, reconheceu-se vários trechos em diversas fazendas, incluindo a de São Martinho, consideradas fora da zona privilegiada da Mogiana e de algumas dentro dessa zona. Chegou-se à fazenda Guatapará, num reconhecimento feito para o sul, e a fazenda Pirajá. A construção até a fazenda São Martinho levaria o ramal para 17 km. Já a ponte sobre o Mogi, no caso de se prolongar a linha, seria "dispendiosa", pois teria de ter pelo menos 130 metros de vão livre, segundo os cálculos dos engenheiros da ferrovia. Tal ramal jamais foi construído; se o foi, durou pouco tempo e foi logo

ACIMA: Parte da linha métrica da Companhia Paulista em 1893 (Rio Claro-Jaboticabal), e a seu lado a sua linha fluvial, que ligava Porto Ferreira a Porto Pontal. Notar um ramal entre Motuca e Boa Vista, ramal este projetado mas jamais construído. Serviria para carregar café da região diretamente para a linha fluvial e dali diretamente para a bitola larga, em Porto Ferreira (Mapa da Companhia Paulista, 1893, acervo Ralph M. Giesbrecht).
desativado. Não se encontraram outras referências em relatórios seguintes. Em fins de 1900, um leitor do Jornal do Sertão, jornal da região, indagava porque a Paulista resolvera construir "às pressas" um ramal de Rincão às fazendas Guatapará e São Martinho" em vez de antes prolongar a linha de Motuca à "esperançosa zona de Bebedouro" (OESP, 29/11/1900). A resposta não sabemos, mas o fato é que tanto um ramal quanto o outro (que seguiria de para Jaboticabal e Bebedouro) acabaram ficando prontos na mesma época (1903). A partir de 1929, passou a ser parte do ramal de Jaboticabal, com a linha-tronco passando a correr, com bitola métrica, na margem direita do rio Mogi. Em 1969, o ramal e a estação foram desativados. Motuca foi elevada a município em 1991, e a estação hoje fica no centro de uma praça, bem conservada mas descaracterizada, no que se refere à pintura, portas e janelas. Era um centro cultural em 2008, mas já foi até discoteca.
     

Estação de Motuca, remodelada, em 24/06/1999, no centro de uma praça na entrada da cidade. Foto Ralph M. Giesbrecht

Estação de Motuca, remodelada, em 24/06/1999, no centro de uma praça na entrada da cidade. Foto Ralph M. Giesbrecht
 
     
     
Atualização: 28.01.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.