A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Léa
Mangabeira
Tiê
...

IBGE-1957
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1895-1971?)
MANGABEIRA
Município de Uberaba, MG
Linha do Catalão - km 625,722 (1938)   MG-0607
Altitude: 861 m   Inauguração: 21.12.1895
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha do Catalão foi construída entre 1888 e 1889 até Uberaba, tendo chegado em 1895 a Uberabinha (Uberlândia) e 1896 a Araguari. Continuação da linha do Rio Grande a partir da estação de Jaguara, às margens do rio Grande e já em território mineiro, a idéia da Mogiana era alcançar Catalão, em Goiás (daí o nome) e dali seguir para Belém do Pará, coisa que nunca aconteceu. Na verdade, a E. F. de Goiás acabou por construir esse trecho, chegando até Goiânia e Brasília. Em 1915, o ramal de Igarapava foi prolongado para além de Igarapava de forma a alcançar a linha do Catalão um pouco antes de Uberaba, em Rodolfo Paixão. A nova linha provou ser mais econômica do que o trecho da linha do Catalão entre o rio Grande e Uberaba, trecho este que foi abandonado definitivamente em 1976, depois de ser separado da linha do Rio Grande em 1970 por causa da construção da represa de Jaguara. O trecho a partir de Uberaba foi, então, incorporado ao ramal de Igarapava e, em 1979, totalmente retificado a partir de Ribeirão Preto até Araguari. Trens de passageiros percorreram o trecho até 1979 e depois o trecho retificado até 1997, quando foram suprimidos, já pela Fepasa.
 
A ESTAÇÃO: A estação foi inaugurada em 1895 com o nome de Caracol. (durante a construção, seu nome era Boa Vista). Logo em seguida (exatamente em 15/11/1896), seu nome passou a ser Mangabeira. Segundo Octacilio Gomes Santana, aposentado pela

ACIMA: A primeira estação após Uberaba (no projeto e início da linha) chamava-se Boa Vista - era Mangabeira (O Estado de S. Paulo, 9/8/1894). ABAIXO: A estação de Palestina em maio de 2013 (Foto Leonardo Figueiredo).
FEPASA e antigo funcionário da Mogiana, a estação foi desativada (em 1971, talvez?) porque possuía apenas 300 m em linha reta não podendo portanto servir para o cruzamento dos trens. Foi construída então a Mangabeira-nova, com 1800 m em linha reta para o referido cruzamento, A estação de Mangabeira, já abandonada em 1986, estava recomendada pela Fepasa para demolição nesse ano. Sua plataforma, que foi o que sobrou - não se sabe quando foi efetivamente demolida a estação - continua na linha, tendo sido construída uma nova estação com o mesmo nome, a uma distância de cerca de 4 quilômetros. (veja também MANGABEIRA-NOVA)
(Fontes: Gutierrez L. Coelho; João Velasco; Domingos Tiveron Filho; Octacílio Gomes Santana; Cia. Mogiana: Relatórios anuais, 1895-1969; FEPASA: Relatório de Instalações Fixas, 1986; IBGE: Enciclopédia dos Municípios do Brasil, 1958)
     

A estação no início dos anos 1950. Foto João Velasco, cedida por Gutierrez L. Coelho

Estação de Mangabeira, em 1986. Foto do relatório de Instalações Fixas da Fepasa (1986)

Estação de Mangabeira, em 1986. Foto do relatório de Instalações Fixas da Fepasa (1986)

Acima, a plataforma e a caixa d'água, tudo o que sobrou de Mangabeira em 2005. Ao lado, a caixa d'água. Fotos Domingos Tiveron Filho
 
     
Atualização: 01.07.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.