A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Indice do MS
...
Posto km 1338
Corumbá
...
Saída do ramal de Porto Ladário: Porto Ladário
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Noroeste do Brasil (1952-1975)
RFFSA (1975-1996)
CORUMBÁ
Município de Corumbá, MS (veja a cidade)
Linha-tronco - km 1.330,480 (1960)   MS-1615
Altitude: 146 m   Inauguração: 15.12.1952
Uso atual: ALL   com trilhos
Data de construção do prédio atual: anos 1960
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Itapura a Corumbá foi aberta a partir de 1912, entrte Jupiá e Agua Clara e entre Pedro Celestino e Porto Esperança, deixando um trecho de mais de 200 km entre as duas linhas esperando para ser terminado, o que ocorreu somente em outubro de 1914. A partir daí, a linha estava completa até o rio Paraguai, ao sul de Corumbá, em Porto Esperança; somente em 1952 a cidade de Corumbá seria alcançada pelos trilhos. Logo dedpois da entrega da linha, em 1917, a ferrovia foi fundida com a Noroeste do Brasil, que fazia o trecho inicial no Estado de São Paulo, entre Bauru e Itapura. E em 1975, incorporada como uma divisão da RFFSA, foi finalmente privatizada sendo entregue em concessão para a Novoeste, em 1996.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Corumbá foi inaugurada em dezembro de 1952. Teria sido ela aberta depois da inauguração do trecho, que, no box mais abaixo, ocorreu em 31 de janeiro desse mesmo ano? Segundo conta Jorge Katurchi, em entrevista dada ao jornal Diário Corumbaense, publicada em 24/3/2009, ele participou da primeira viagem oficial do trem de passageiros no dia 15 de março

ACIMA: O Trem do Pantanal, um dos últimos, em 30/12/1994, parado na estação de Corumbá (Foto Luiz Moraes).

ACIMA: Armazem da estação de Corumbá, ao fundo, À direita da linha (Foto Luiz Moraes, 30/12/1994).
de 1953, portanto, 90 dias depois da inauguração oficial da estação. Ele havia embarcado na estação de Urucum. Somente depois de 46 anos de funcionamento e 40 anos depois de haver chegado a Porto Esperança, os trilhos atingiam a cidade de Corumbá, na fronteira com a Bolívia. Dali, alguns anos depois, passou-se a fazer baldeação com a

ACIMA: Em 31 de janeiro de 1952, foi inaugurado o trecho entre Porto Esperança e Corumbá (VEJA REPORTAGEM INTEGRAL CLICANDO SOBRE A FIGURA) (Folha da Manhã, 3/2/1952).
ferrovia boliviana que dali chegaria a Santa Cruz de la Sierra. Na estação havia um setor para embarque nos trens bolivianos, que chegavam até ali. Não sei se esta seção ainda existe. A versão atual da estação, com este embarque, somente foi realizada nos anos 1960. Em novembro de 1962, a sua construção ainda não havia sido iniciada (*O Estado de S. Paulo, 23/11/1962). Os trens de passageiros da Noroeste para Corumbá foram desativados em fevereiro de 1995, segundo alguns, no dia 6, segundo
outros, no dia 15. Nessa altura, ele apenas percorria a Noroeste desde a cidade de Campo Grande e não mais desde Bauru. Acredito que o embarque para os trens bolivianos ainda sejam efetuados nessa estação - ou parte dela.
(Fontes: Sérgio Wilian Annibal; Luiz Moraes; José H. Bellorio; Jorge Katurchi; Diario Corumbaense, 2009; O Estado de S. Paulo, 1962; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

A estação em construção, em 1950. Acervo José H. Bellorio

A estação em 1968. Acervo José H. Bellorio

A estação em 1976. Foto José H. Bellorio

A estação em 1976. Foto José H. Bellorio

A estação em 1976. Foto José H. Bellorio

A estação em 1986. Foto José H. Bellorio

A estação em 2009. Foto Sérgio Wilian Annibal

A estação em 2009. Foto Sérgio Wilian Annibal

A estação em 2009. Foto Sérgio Wilian Annibal
     
Atualização: 13.04.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.