A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Indice do MS
...
Junqueira
Jupiá
Três Lagoas
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Itapura-Corumbá (1910-1917)
E. F. Noroeste do Brasil (1917-1975)
RFFSA (1975-1996)
JUPIÁ
Município de Três Lagoas, MS
Linha-tronco - km 447,029 (1959)   MS-1549
Altitude: 264 m   Inauguração: 04.11.1910
Uso atual: desconhecido   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1926
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Itapura a Corumbá foi aberta a partir de 1912, entrte Jupiá e Agua Clara e entre Pedro Celestino e Porto Esperança, deixando um trecho de mais de 200 km entre as duas linhas esperando para ser terminado, o que ocorreu somente em outubro de 1914. A partir daí, a linha estava completa até o rio Paraguai, ao sul de Corumbá, em Porto Esperança; somente em 1952 a cidade de Corumbá seria alcançada pelos trilhos. Logo dedpois da entrega da linha, em 1917, a ferrovia foi fundida com a Noroeste do Brasil, que fazia o trecho inicial no Estado de São Paulo, entre Bauru e Itapura. E em 1975, incorporada como uma divisão da RFFSA, foi finalmente privatizada sendo entregue em concessão para a Novoeste, em 1996.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Jupiá foi inaugurada em 1910, no Estado de São Paulo, às margens do rio Paraná. Era na época o ponto final da linha, na verdade, o ponto onde chegava o trem na margem paulista do rio. O jornal O Estado de S. Paulo de 23/11/1909 chegou a anunciar que a estação seria inaugurada em dezembro desse ano (1909), portanto quase um ano antes da inauguração oficial tal qual anunciada hos documentos oficiais da Noroeste (4/11/1910). Por que o atraso, não se sabe. Segundo Coaraci Camargo, a estação do lado paulista chegou a se chamar Rebojo do Jupiá. Ali os passageiros que vinham de Bauru desciam do trem - a linha da Noroeste paulista acabava ali - e tomavam o barco para

ACIMA: O trem da Noroeste, pela fotografia, parece estar recebendo no cais de Jupiá três vagões cargueiros para atrelar no carro de passageiros e formar um trem misto. Será mesmo? No trem misto, era costume o carro de passageiros ser o último (Autor desconhecido - data: provavelmente início dos anos 1920). ABAIXO: A ponte Francisco Sá, inaugurada em 1926, em foto de 13/5/1937 (Autor descinhecido).
atravessar o rio e pegar o trem do outro lado. Apenas cargas seguiam com o trem nas balsas que atravessavam o rio. Em outubro de 1926, com a inauguração (com 17 anos de atraso) da ponte Francisco Sá, sobre o rio, a estação de Jupiá foi fechada do lado paulista e aberta, com o mesmo nome, na margem matogrossense do rio, passando a ser então a primeira estação do lado do Mato Grosso. Portanto, existiram duas Jupiás - a paulista, até 1926, e a matogrossense, de 1926 até hoje. Em 2009 existia um galpão (ver foto ao pé da página) onde a Votorantim (VCP) embarcava sua celulose que escoava dali para o porto de Santos para exportação.
(Fontes: Sérgio Wilian Annibal; Coaraci Camargo; André Luiz Ramos; Nelson Correa; José H. Bellorio; O Estado de S. Paulo, 1909; Brazil Ferro-Carril, 1914)
     

A estação de Jupiá quando ficava em território paulista, em 1914. Foto da revista Brazil Ferro-Carril de 01/11/1914

A estação de Jupiá, ainda ativa, em outubro de 1979. Foto José H. Bellorio

A estação de Jupiá, em 01/2005. Foto André Luiz Ramos

A estação de Jupiá, em 01/2005. Foto André Luiz Ramos

A estação em 28/12/2005. Foto Nelson Correa

A estação em maio de 2009. Ao fundo, o galpão da VCP. Foto Sérgio Wilian Annibal
     
Atualização: 02.02.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.