A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Centenario
Piracuama
Eugênio Lefevre
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2004
...
 
E. F. Campos do Jordão (1916-)
PIRACUAMA
Município de Pindamonhangaba, SP
Linha-tronco - km 20 (2005)   SP-2733
Altitude: 604 m   Inauguração: 1916
Uso atual: estação ferroviária   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1916
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Campos do Jordão foi aberta a partir da estação ferroviária de Pindamonhangaba, na E. F. Central do Brasil, pelos médicos sanitaristas Emílio Ribas e Victor Godinho em 1914, para o transporte de doentes respiratórios para o hospital na então vila de Campos do Jordão. Um ano depois a ferrovia, com problemas financeiros, foi encampada pelo Governo do Estado. Os primeiros trens eram a vapor, substituídos por trens a gasolina em 1916 e pelos elétricos em 1924. A partir dos anos 1980 passou a ser uma ferrovia apenas de turismo, sendo que o trecho da baixada, até Piracuama, continuou a atender até hoje trens de subúrbio da cidade de Pindamonhangaba. No trecho da ferrovia que fica na área urbana de Campos do Jordão, bondes elétricos fazem também o percurso.
 
A ESTAÇÃO: Antes da inauguração da ferrovia, em 1914, os doentes desciam de trem vindos pela Central na estação de Pindamonhangaba, dali seguindo em lombo de burros até Piracuama, onde esperavam, em uma pensão, o transporte em liteiras ou redes para subir a serra, em muitos casos morrendo durante o transporte, por causa da mudança de clima. A estação de Piracuama foi inaugurada em 1916 e é hoje o ponto final dos trens de subúrbio de Pindamonhangaba, tendo um virador que auxilia na manobra para a volta dos mesmos à estação de subúrbios de Pinda. Existe também uma vila ferroviária ainda utilizada pela ferrovia ao redor da estação. Os trens e litorinas atuais que seguem para Campos do Jordão não param nessa estação. Em agosto de 2013, foi concluída a primeira fase das obras de manutenção da estação, ponto terminal dos trens de subúrbio e especiais de turismo da EFCJ, a 20 km da estação inicial de Pindamonhangaba. Foram realizados serviços de recuperação dos sanitários, da plataforma (que apresentava pontos de afundamento), pintura conservativa externa do edifício e desobstrução de parte dos condutores pluviais.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Ayrton Camargo da Silva; Kelso Medici; Ricardo Koracsony; Carlos Latuff)
     

A estação em 1916. Foto extraída do site de Kelso Medici sobre a EFCJ

A estação em 1916. Foto extraída do site de Kelso Medici sobre a EFCJ

O virador em Piracuama, usado pelos trens de subúrbio, em 2002. Foto Ricardo Koracsony

A plataforma da estação em 2002. Foto Ricardo Koracsony

A estação em 2002. Foto Ricardo Koracsony

Estação de Piracuama, em 03/2003. Foto Carlos Latuff

A estação em agosto de 2013. Foto Ayrton Camargo da Silva

A estação em agosto de 2013. Foto Ayrton Camargo da Silva
 
     
Atualização: 21.07.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.