A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Espigão
Quilômetro 732
Presidente Prudente
...
Saída para o ramal de Dourados:
Inspetor Perine
...

Tronco EFS - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
Estrada de Ferro Sorocabana (c.1958-1971)
FEPASA (1971-c.1988)
QUILÔMETRO 732
Município de Presidente Prudente, SP
Linha-tronco - km 731,667 (1960)   SP-0569
Altitude: -   Inauguração: 1958?
Uso atual: desconhecido (2016)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1958?
(*) As quilometragens foram alteradas em 1928, devido às retificações feitas entre São Paulo e Iperó neste ano e em 1953, (**) devido às retificações feitas entre Conchas e Manduri neste ano.
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Sorocabana foi fundada em 1872, e o primeiro trecho da linha foi aberto em 1875, até Sorocaba. A linha-tronco se expandiu até 1922, quando atingiu Presidente Epitácio, nas margens do rio Paraná. Antes, porém, a EFS construiu vários ramais, e passou por trocas de donos e fusões: em 1892, foi fundida pelo Governo com a Ytuana, na época à beira da falência. Em 1903, o Governo Federal assumiu a ferrovia, vendida para o Governo paulista em 1905. Este a arrendou em 1907 para o grupo de Percival Farquhar, desaparecendo a Ytuana de vez, com suas linhas incorporadas pela EFS. Em 1919, o Governo paulista voltou a ser o dono, por causa da situação precária do grupo detentor. Assim foi até 1971, quando a EFS foi uma das ferrovias que formaram a estatal FEPASA. O seu trecho inicial, primeiro até Mairinque, depois somente até Amador Bueno, desde os anos 20 passaram a atender principalmente os trens de subúrbio. Com o surgimento da CPTM, em 1994, esse trecho passou a ser administrado por ela. Trens de passageiros de longo percurso trafegaram pela linha-tronco até 16/1/1999, quando foram suprimidos pela concessionária Ferroban, sucessora da Fepasa. A linha está ativa até hoje, para trens de carga.
 
A ESTAÇÃO: O posto sem nome, chamado apenas de Quilômetro 732, foi aberto aparentemente em 1958 para ser o ponto de saída e pátio de manobras do ramal de Dourados, que entrou em operação nesse ano, ligando inicialmente Presidente Prudente a

Engenheiro Murgel. Ele se localizava cerca de um quilômetro antes da estação de Presidente Prudente, de onde partia o trem para o ramal. Em 1965 o ramal chegou até

À ESQUERDA: Reportagem de junho de 1958 informa sobre o pátio 732, um "pátio de manobras" (Folha da Manhã, 28/6/1958).
Euclides da Cunha, às margens do Paranapanema. O ramal nunca chegou a Dourados, em Mato Grosso do Sul, seu destino projetado. Com a desativação do ramal, em 1978, para passageiros, e em 1988, para cargas, o posto perdeu completa-mente a função. Não era ponto de parada de trens de passageiros: não encontrei referências a ele em guias de horários.
(Fontes: Elias Vieira; E. F. Sorocabana: Relatórios anuais, 1900-69; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Foto, sem data, do quilômetro 734 da EFS, 2 quilômetros além da saída do ramal, no km 732. Acervo Elias Vieira
   
     
     
Atualização: 18.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.