A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Piassagüera
Raiz da Serra
Paranapiacaba
...

SPR-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
São Paulo Railway (1867-1946)
E. F. Santos-Jundiaí (1946-1975)
RFFSA (1975-1996)
RAIZ DA SERRA
Município de Cubatão, SP
Linha-tronco - km 22,000   SP-0095
Altitude: 20 m   Inauguração: 16.02.1867
Uso atual: abandonada (2014)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1891
 
 
HISTORICO DA LINHA: A São Paulo Railway - SPR ou popularmente "Ingleza" - foi a primeira estrada de ferro construída em solo paulista. Construída entre 1862 e 1867 por investidores ingleses, tinha inicialmente como um de seus maiores acionistas o Barão de Mauá. Ligando Jundiaí a Santos, transportou durante muito anos - até a década de 30, quando a Sorocabana abriu a Mairinque-Santos - o café e outras mercadorias, além de passageiros de forma monopolística do interior para o porto, sendo um verdadeiro funil que atravessava a cidade de São Paulo de norte a sul. Em 1946, com o final da concessão governamental, passou a pertencer à União sob o nome de E. F. Santos-Jundiaí (EFSJ). O nome pegou e é usado até hoje, embora nos anos 70 tenha passado a pertencer à REFESA, e, em 1997, tenha sido entregue à concessionária MRS, que hoje a controla. O tráfego de passageiros de longa distância terminou em 1997, mas o transporte entre Jundiaí e Paranapiacaba continua até hoje com as TUES dos trens metropolitanos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Raiz da Serra, com o nome se contrapondo à estação de Alto da Serra (hoje Paranapiacaba), foi aberta em 1867 para ser a estação de partida da subida da serra, pela linha da "serra velha", ou seja, a original. Continuou sendo utilizada por muito tempo, pois a "serra velha" era a que transportava passageiros, tanto na época dos cabos quanto depois, com a cremalheira substituindo os velhos cabos. da serra, construída em 1891, conforme data no dístico do prédio. Está

ACIMA: Pátio original da estação de Raiz da Serra. A fotografia é supostamente de 1867 (Autor desconhecido).
abandonada há anos. "Em uma das últimas viagens de passageiros para Santos pela EFSJ, lembro-me que estava atento à beleza da cortina de neblina de Paranapiacaba e aos túneis do funicular abandonado logo acima. Lembro que o comboio foi puxado por uma automotriz até o alto da serra, depois trocada por duas locomotivas elétricas do sistema de cremalheira. Na raiz da serra - lindo esse nome! - havia nova troca para uma diesel-elétrica. Esta estação conserva o charme dos telhados em quatro águas e tijolo aparente das estações em estilo inglês da SPR. Notei também as colunas de metal". (Fabrizio Rigout, fevereiro/2001) Mas como não há mal que nunca acabe nem bem que sempre perdure, a estação de Raiz da Serra foi restaurada pela MRS em 2004, e em julho apresentava-se em excelente estado novamente. Em maio de 2008, 4 anos após, já apresentava sinais de deterioração e de invasão. Em 2014, estava, realmente, abandonada. O local é muito difícil de se manter conservado, reparos na pintura e ferragens têm de ser feitos constantemente, coisas que ninguém se habilita a fazer.
(Fontes:Antonio A. Gorni; Marcelo Tallamo; Joaquim Carioba; Flavio Michelini; Fabrizio Rigout; Marcos Zeituni; Ricardo Corte; José Emílio Buzelin; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação, c. 1910. Foto P. Haenen, coleção Joaquim M. Carioba

Estação de Raiz da Serra, sem data. Foto cedida por Marcelo Tálamo

A estação atual de Raiz da Serra, já em estado precário, em 10/1982. Foto Flávio Michelini

Estação atual de Raiz da Serra, abandonada, em 1996. Foto Fabrizio Rigout

A estação continua abandonada em fevereiro de 2001 (notem que as abas da janela já caíram). Autor desconhecido

Subida da serra; ao lado a plataforma da estação, em 06/2002. Foto Marcos Zeituni

A estação, em 06/2002. Foto Marcos Zeituni

A estação, em 06/2002. Foto Marcos Zeituni

A estação vista de cima, e o rio Mogi, ao lado. Foto Ricardo Corte, em 04/2004

A estação reformada, em 06/2004. Foto José Emílio Buzelin

A estação em 21/3/2014. Foto Antonio A. Gorni
 
     
Atualização: 23.03.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.