A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Melancias
João Câmara
Jardim
...

EFCRN - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Central do R. G. do Norte/Sampaio Correa (1910-1957)
Rede Ferroviária do Nordeste (1957-1975)
RFFSA (1975-1997)
JOÃO CÂMARA
(antiga BAIXA VERDE)
Município de João Câmara, RN
Linha tronco da EFCN - km 88 (1960)   RN-3393
    Inauguração: 12.10.1910
Uso atual: fechada   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha da E. F. Sampaio Correia foi aberta em 1906 até a estação de Itapassaroca. Posteriormente foi estendida até Taipu (1907), Baixa Verde (1910), Pedra Preta (1913), Itaretama (1918) e finalmente Oscar Nelson e São Rafael (1949). 43 anos para se construir uma linha de apenas 235 km que não ligava a nada. Nos anos 1980, os trens acabaram e nos 1990, os cargueiros. Ficaram somente os trens de subúrbio operados primeiro pela RFFSA e depois pela CBTU e que chegam somente a Ceará-Mirim, a 39 km de Natal. O resto da linha está abandonada.
 
A ESTAÇÃO: "Com o prolongamento dos trilhos da E. F. Central do Rio Grande do Norte, que atingiu o território do (atual) município em 1910, começaram a surgir as primeiras casas no local onde hoje está situada a cidade de João Câmara" (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVII, IBGE, 1960, p. 79). A estação de Baixa Verde foi inaugurada nesse mesmo ano, 1910. "O construtor desta estrada foi o Dr. Antonio Proença, um engenheiro mineiro que veio da região do santuário de Caraça, e depois de construir a estrada passou a residir no local e fundou a cidade de Baixa-Verde. Apesar de ser o fundador da cidade, não existem maiores informações sobre o Dr. Antônio Proença" (Aldo Torquato, 02/2008). "Ao redor da residência do engenheiro Antônio Proença, na época responsável pela construção da extensão da estrada ferroviária, os ferroviários faziam acampamentos. Em 1910 começaram a surgir as primeiras casas da localidade . Em 1915, o acampamento de trabalhadores ferroviários passou a ter fundamentos e sinais evidentes de vila com uma povoação estabilizada, vivendo em razoável estágio de conforto quando surgiu a capela de Nossa Senhora Mãe dos Homens. O povoado chamava-se, então, Matas" (www.dei.rn.gov.br/deimunicipios).

ACIMA: A estação de João Camara com a locomotiva da E. F. Sampaio Correa. Anos 1950? (http:// joaocamararn.multiply.com). ABAIXO: Na estação de Baixa Verde, 1953, o trem traz água para o povo, que aguarda cada um sua parte (Acervo Manoel Tomé de Souza).
Teria sido Matas o primeiro nome da estação? De acordo com outra história, não: "No ano de 1910 chegou a Matas, um lugarejo perdido no nordeste do Rio Grande. o dr. Antônio Proença com a intenção de verificar onde poderia começar os trabalhos de assentamento dos trilhos da via férrea do trem. Matas era chamada assim a região porque por lá só tinha mato mesmo. Então, Antonio Proença descobriu um lugar mais em baixo e que era coberto de paus, esfolhando o seu verde por todo o canto. Foi aí que ele chamou o seu chefe de turma disse: "Aquí, nós faremos a estação. Nesse ponto onde só existe mato". O chefe-de-turma mandou que os operarios fincassem os primeiros trilhos naquela baixa verde que Proença havia escolhido. Daí em diante, os trabalhadores diziam que todos deviam se encontrar na baixa verde. E por esse nome ficou sendo chamada Baixa Verde, o lugar onde terminaria a linha" (http://aldericoleandro.blogspot.com). O município foi criado em 1928, com o nome de Baixa Verde. Em 19/11/1953, lei estadual alterou o nome do município e da estação para João Câmara. O nome homenageou o primeiro prefeito do município, em 1928. Já está há algum tempo sem tráfego algum de trens, pois a CFN não está operando cargas no Rio Grande do Norte.
(Fontes: Aldo Torquato, 2008-9; Wagner Rodrigues; Acervo Manuel Tomé de Souza; http://joaocamararn.multiply.com; Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVII, IBGE, 1960; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; www.dei.rn.gov.br; http://aldericoleandro.blogspot.com; www.cmjoaocamara.rn.gov.br - entrada em 18/3/2009; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em 2005. Foto Wagner Rodrigues


A estação em 2005. Foto Wagner Rodrigues


A estação em 2009. Foto Aldo Torquato
     
Atualização: 22.12.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.