A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Estações da linha
...
João Pessoa
Folha Larga
Carmo da Mata
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Oeste de Minas (1924-1931)
Rede Mineira de Viação (1931-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1966)
FOLHA LARGA
Município de Carmo da Mata, MG
Linha do Paraopeba-km 287,240(1960)   MG-3674
    Inauguração: 14.07.1924
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM) foi aberta em 1880, ligando com bitola de 0,76 cm as estações de Sitio (Antonio Carlos) e Barroso. Mais tarde foi prolongada até São João Del Rey (1881), atingindo Aureliano Mourão em 1887, onde havia uma bifurcação, com uma linha chegando a Lavras em 1888 e a principal seguindo para o norte atingindo finalmente Barra do Paraopeba em 1894. Dela saíam diversos e pequenos ramais. A linha foi extinta em pedaços, tendo sido o primeiro em 1960 (Pompeu-Barra) e o último, em 1984 (Antonio Carlos-Aureliano), com exceção do trecho S.J. Del Rey-Tiradentes que e conserva em atividade até hoje. Também se conserva o trecho Aureliano-Divinópolis, ampliado para bitola métrica em 1960, ligando hoje Lavras a Belo Horizonte.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Folha Larga foi inaugurada em 1924. Era um prédio pequeno, mesmo em comparação com as pequenas estações da linha. Provavelmente sala para o telegrafista. Em 1966, com a abertura da variante Aureliano Mourão em bitola métrica, a estação mudou de lugar, uma nova versão foi construída

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1924 a 1966. Ao lado, o trem em Martinho de Campos (1964). Clique sobre a foto para obter mais informações. Veja aqui horários em 19-- (Guias Levi).
na nova linha, a distância desconhecida da original. Esta segunda estação já foi demolida. Dela, somente restou o pátio, ainda com desvios, que é usado por um gigantesco guindaste que levanta pedras de granito. Da primeira, nada sei.
(Fontes: Décio Marques; www.patriamineira.com.br/José Antonio Ávila Sacramento; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-80)
     

A estação primitiva, em 1956. www.patriamineira.com.br

Local da estação, já demolida, e desvios, em 2006. Foto Décio Marques
     
Atualização: 07.11.2010
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.