A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
São Félix
Macacos
Douradoquara
...
 
 
Rede Mineira de Viação (1942-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1975)
RFFSA (1975-anos 1990)
MACACOS
Município de Monte Carmelo, MG
Linha-Tronco - km 1.033,070 (1960)   MG-3833
  Inauguração: 11.11.1942
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
HISTORICO DA LINHA: A linha-tronco da RMV foi construída originalmente pela E. F. Oeste de Minas a partir da estação de Ribeirão Vermelho, onde a linha de bitola de 0,76 chegou em 1888. A partir daí, a EFOM iniciou seu projeto de ligar o sul de Goiás a Angra dos Reis, passando por Barra Mansa por bitola métrica: construída em trechos, somente em 1928 a EFOM chegou a Angra dos Reis, na ponta sul, e no início dos anos 1940 a Goiandira, em Goiás, na ponta norte, e já agora como Rede Mineira de Viação. A linha chegou a ser eletrificada entre Barra Mansa e Ribeirão Vermelho, e transportou passageiros até o início dos anos 1990. Nos anos 1970, o trecho final norte entre Monte Carmelo e Goiandira foi erradicado devido à construção de uma represa no rio Paranaíba, e a linha foi desviada para oeste encontrando Araguari. Hoje (2003) a linha, já não mais eletrificada, é operada pela concessionária FCA.
 
A ESTAÇÃO: A parada de Macacos foi inaugurada em 1942 no prolongamento do tronco da RMV que o uniria a Goiandira. Foi inaugurada oficialmente dois anos depois: "Fui recentemente no Km 1033, na primeira parada, Macacos, antes da estação de Douradoquara da RMV, onde bem defronte meu tio possuía uma fazenda e visitei quando criança diversas vezes. Só restaram ruínas e a plataforma. A fazenda tinha um casarão antigo com enormes janelas, porão, pomar e regos dágua. Eu me lembro bem que possuía um cobertura de telhas francesas com dois esteios de trilhos para suporte. Hoje está submersa com uns 15 m de profundidade" (Roberto Fonseca Dias, 11/2006) Todo este trecho da linha, no início dos anos 1990, foi retirado por causa da construção de uma represa. A linha, a partir de Celso Bueno, passou a seguir para oeste, para Araguari. (Fontes: Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Roberto Fonseca Dias; relatório da RMV para 1944)
     

A plataforma, o que sobrou da antiga parada, ficou fora das águas. Note-se, acima e ao lado...

...parte fora da água, as ruínas da casa da fazenda. Fotos Roberto Fonseca Dias, 02/2007

Acima, no canto superior esquerdo, dois pontos vermelhos que mostram o local onde se situava a estação de Douradoquara, a cerca de 2 km depois de Macacos, logo atrás do morro. Foto Roberto Fonseca Dias, 02/2007

O antigo leito da ferrovia, tendo ao fundo a plataforma da parada e o ribeirão dos Macacos. Foto Roberto Fonseca Dias, 02/2007
   
     
Atualização: 11.02.2007
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.