A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Ildefonso Pinto
Riacho
Cristal
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1993
...
 
 
E. F. do Riacho (1900-1938)
V. F. Rio Grande do Sul (1938-1966)
RIACHO
Município de Porto Alegre, RS
Linha de Tristeza - km   RS-2120
Altitude: -   Inauguração: 14.01.1900
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1900 (já demolido)
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. do Riacho foi aberta em 1899 para o transporte de cubos entre o bairro do Riacho e do Asseio. Estes cubos eram feitos a partir de matéria excrementosa que deveria ser prensada e despejada no trapiche da Ponta do Mello. A partir de 1900, a ferrovia passou a transportar também passageiros, bagagens e mercadorias. A tração era animal, passando para trens a vapor aparentemente nos anos 1910. Em 1912, a linha foi estendida até a praia de Pedra Redonda. Em 1924, levou-se a linha até o cais do porto para transportar pedras para as obras desse cais. Em 1926, foi aberto também um ramal para Vila Nova. Em seguida, em 1927, a linha foi levada até a recém-inaugurada estação de Ildefonso Pinto, que também se ligava com a estação central de Porto Alegre e de onde também saíam trens da VFRGS para o interior do Estado. Os guias de horários ainda acusam trens entre as estações de Riacho e de Pedra Redonda, passando por Tristeza, em 1932, mas já não os acusam em 1938. Attila do Amaral afirma que a linha passou para a administração da VFRGS em 1938 e que nessa época a extensão total de suas linhas era de 13,770 km. Também diz que essa linha foi erradicada somente em 1966.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Riacho foi inaugurada em 1900. Ficava onde hoje é o bairro Azenha, tendo o nome dado por haver um riacho ali, o Ipiranga.

Ali começava a E. F. do Riacho, que além de transportar cubos de matéria excrementosa, que deveria ser prensada e despejada no trapiche da Ponta do Mello, também carregava pessoas que iam para as praias de Tristeza e, a partir de 1912, para Pedra Redonda, mais à frente no ramal.

Há historiadores que afirmam que a estação do Riacho foi a primeira a ser inaugurada, antes da de Tristeza, que vinha depois; era, aparentemente, chamada também de estação da Ponte de Pedra. Outros falam em Ponta do Dionisio, que seria onde hoje é a Vila Assunção. Ainda há que se elucidar esta nomenclatura.

Em 1927, a linha foi levada do Riacho até a recém-inaugurada estação de Ildefonso Pinto, que também se ligava com a estação central de Porto Alegre e de onde
também saíam trens da VFRGS para o interior do Estado.

Os guias de horários ainda acusam trens entre as estações de Riacho e de Pedra Redonda, passando por Tristeza, em 1932, mas já não os acusam em 1938.

Attila do Amaral
afirma que a linha passou para a administração da VFRGS em 1938 e que nessa época a extensão total de suas linhas era de 13,770 km. Ele também afirma que essa linha foi erradicada somente em 1966.

Vários historiadores, entretanto, dão como sendo o ano da extinção do transporte de passageiros na E. F. do Riacho como sendo 1932.


1908
AO LADO:
Na notícia acima, publicada em 18/12/1908, a prova de que havia oficinas da ferrovia no pátio da estação (Jornal Correio do Povo, P. Alegre, reprodução em 18/12/2008).

1925
AO LADO:
Inauguração provisoria de Riacho e de Porto da Velha (Ildefonso Pinto) em março de 1925 (O Estado de S. Paulo, 10/3/1925).

ACIMA: A estação do Riacho é mostrada neste mapa publicado num Guia Levi de 1957, na esquina da rua C. Genoíno com a Avenida Guaíba, no alto à direita, às margens do Guaíba. Se ela ainda existia em 1957 é um mistério, pois o mapa pode ser mais antigo; porém, por esse mapa, a linha terminava ali, já tendo sido aparentemente desativado o resto da ferrovia. De Ildefonso Pinto, estação não mostrada, mas sabidamente na esquina da av. Borges de Medeiros com a av. Mauá, no cais do Porto, até a estação do Riacho, a linha percorria toda a margem do rio até a estação do Riacho. Estará correta a antiga localização da estação? (Guia Levi, janeiro de 1957).

(Fontes: Attila do Amaral: Primordios e Desenvolvimento do Transporte Ferroviário no Rio Grande do Sul, Ministério dos Transportes, 1970; Gazeta do Povo, P. Alegre, 2008; Guias Levi, 1932-60)
     

A estação do Riacho em cartão postal. Cessão João Pires Barbosa Filho
 
     
     
Atualização: 21.12.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.