A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
(1874-c.1966):
São Leopoldo
Rio dos Sinos
Eng. Manoel B. Viana
...
(c. 1965-1982):
São Leopoldo
Rio dos Sinos
...
Saída da linha de Canela (1903-1967): Kroeff
...
Mapa das linhas em 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
Cie. Auxiliaire des Chemins de Fer au Brésil (1909-1920)
V. F. Rio Grande do Sul (1920-1975)
RFFSA (1975-1982)
RIO DOS SINOS (antiga NEUSTADT)
Município de São Leopoldo, RS
Linha PA-Uruguaiana (até 1938)
Linha de Caxias - km 870,786 (1960)
  RS-2707
Altitude: 9 m   Inauguração: 1876
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1874 (já demolido)
 
HISTORICO DA LINHA: A linha Porto Alegre-Caxias foi aberta no trecho entre a Capital e São Leopoldo em 1874, como a primeira ferrovia do Estado. Em 1876 foi prolongada até a estação de Novo Hamburgo. Em 1905, a Cie. Auxiliaire assumiu a linha. Apenas em 1909 a linha teve continuação, partindo de Rio dos Sinos, 7 km antes de Novo Hamburgo e chegando até Carlos Barbosa, e, no ano seguinte, até Caxias (Caxias do Sul). Em 1920 a linha foi assumida pela VFRGS. Foi desativada nos anos 1980; o trecho até São Leopoldo foi retificado e serve hoje ao sistema Trensurb da Grande Porto Alegre (trens metropolitanos); entre Rio dos Sinos e Montenegro, a linha foi erradicada em 1963, substituída por uma variante; para a frente, existem trilhos ainda em alguns pedaços, mas oficialmente a ferrovia a partir de Montenegro foi extinta em 1994 pela RFFSA.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Neustadt (cidade nova, em alemão) foi inaugurada em 1876 no prolongamento da linha construído entre São Leopoldo e Novo Hamburgo. A descrição desse prédio em 1907, de acordo com livro desse ano: "um edifício de alvenaria, com uma linha anterior servindo de estação e armazém de cargas. Tem área de 18,80 x 3,30 m. A linha nessa estação passa acima da soleira da porta do edifício, de modo que a plataforma da linha tem o acesso da estação por uma escada de pedra". A patir de 1903, com a abertura do trecho Rio dos Sinos-Taquara, A partir de 1909, a estação serviria às linhas de Caxias e de Porto Alegre-Uruguaiana, até 1937, quando a foi aberta a variante ligando Diretor Pestana a Barreto, encurtando em 50 km a linha para Uruguaiana e evitando a passagem pela estação, que passou a atender apenas as linhas para Caxias e Canela. Era desta estação que saía a linha para Canela. A linha em Rio dos Sinos (nome que a estação recebeu em 1919, a partir do rio próximo e a pedido da Cie. Auxiliaire, por causa das rixas belgo-alemãs decorrentes da Primeira Guerra Mundial) somente foi oficialmente extinta em 1994, mas já há algum tempo ela já estava desativada. "Foi na estação de São Leopoldo, numa manhã de julho de 1959. Eu estava na estação, lá pelas 7 da manhã. Ouvi o zum-zum: o Padre Cláudio passa hoje por aqui. No desvio estava uma locomotiva 2-8-2, cujo foguista, Ramon, me informou: (...) O trem P-8, de Porto Alegre, vai ser desdobrado aqui. A parte que vai para Taquara e Canela, minha locomotiva vai levar até Taquara. Por que você não viaja conosco? (...) Comprei uma passagem para Canela, muito além de Maquinista Maura. Mais alguns minutos e o apito alegre de uma 4-8-2 anunciava a aproximação do P-8. O freio a vácuo estacionou a "Mountain" e seu trem. (...) O trem já havia sido dividido. A 4-8-2 (Mountain) apitou, acelerou e desapareceu. A 2-8-2 de Ramon saiu do desvio, entrou na linha principal, deu marcha-a-ré e engatou no trem. Silvou longamente, duas vezes, para avisar aos funcionários da estação para que deixassem o trem. Um apito curto e fomos nós para Rio dos Sinos, estação a 2 km adiante. Ao chegarmos, ainda pudemos ver a fumaça da Mountain, levando apressadamente seu trem para Montenegro. A nossa 2-82- tomou a linha de Taquara, após breve parada" (O Padre Ferroviário, Délio Araújo). A linha entre Rio dos Sinos e Montenegro foi desativada por causa da abertura da variante General Luz-Montenegro, em 1963. Em 1965, ainda funcionavam trens de Porto Alegre para Novo Hamburgo, via Rio dos Sinos. O restante da linha para Canela, a partir de Novo Hamburgo, havia sido fechada em 1963. Em 1967, fechou o trecho Rio dos Sinos-Novo Hamburgo. Em 1970, já não circulavam mais trens além de Rio dos Sinos, que passou a ser estação terminal da linha de subúrbios desde Porto Alegre. Esses trens cessaram suas atividades na estação em 1982. O prédio da antiga estação foi demolido pela população do bairro por volta de 2000, revoltados com o abandono que transformou a estação em foco de violência. O fato mostra bem o descaso das autoridades e da RFFSA com o seu patrimônio e com a população em si. Ela ficava junto a um dos pilares que sustentam os trilhos da TRANSURB na cidade.
(Fontes: Carlos Latuff; Germano Oscar Moehlecke; J. R. Souza Dias, Caminhos de Ferro do Rio Grande do Sul, 1987; Revista Ferroviária, 08/2000; IPHAE: Patrimônio Ferroviário do Rio Grande do Sul, 2002; Délio Araújo: O Padre Ferroviário; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1940-81; Mapa: acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Rio dos Sinos, foto sem data, extraída do livro Caminhos de Ferro do Rio Grande do Sul, J. R. Souza Dias, 1987
   
     
     
Atualização: 31.05.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.