A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Gauer
Giaretta
Capo-Erê
...
Mapa da linha - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...

 
V. F. Rio Grande do Sul (n/d-c.1940)
GIARETTA
Município de Erechim, RS
Linha Marcelino Ramos-Santa Maria - km   RS-2206
Altitude: -   Inauguração: n/d
Uso atual: provavelmente demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha unindo Marcelino Ramos e Santa Maria foi ideealizada em 1889 juntamente com todo o trecho entrte Itararé, SP, e Santa Maria, RS, pelo engenheiro Teixeira Soares, visando a ligação ferroviária do Rio de Janeiro e São Paulo com o sul do País e também a colonização de boa parte do percurso, locais ainda virgens. A parte correspondente ao Estado do Rio Grande do Sul acabou sendo construída separadamente do restante do trecho (que seria chamado de linha Itararé-Uruguai) e entregue em 1894 à Cie. Sud Ouest Brésilien, e em 1907 cedida à Cie. Auxiliaire au Brésil. Em 1920, passou para o Governo, formando-se a Viação Férrea do Rio Grande do Sul, que, em 1969, teve as operações absorvidas pela RFFSA. Com parte do trecho desativada em meados dos anos 1990, em 1996 a ALL recebeu a concessão da linha, bem como de todas as outras ainda existentes no Estado. Trens de passageiros circularam até os anos 1980 pela linha.
 
A ESTAÇÃO: Em 1923, durante os combates entre maragatos e chimangos, um deles se travou no desvio Giaretta, "onde a pretensão dos maragatos era dinamitar os trilhos, pois Borges de Medeiros havia determinado o deslocamento das tropas de Firmino de Paula a Erechim em duas composições ferroviárias com vagões de cargas blindadas" (Gladis H. Wolff, op. cit.). Isto inclusive mostra que em 1923 o desvio já existia, embora não se saiba a data de abertura do mesmo. Giaretta aparece como uma parada nas listas de estações do Guia Levi de 1940, mas não mais tarde, o que leva a crer que foi desativada no início dessa década. Também Ariosto Fortes e o Guia Geral não o cita em 1962 e 1960, respectivamente. Ainda segundo Gladis Wolff, o chamado Desvio Giaretta era um ramal ferroviário partindo no trecho entre Erechim e Capo-Erê. Sua desativação deve ter se dado em função da diminuição das atividades madeireiras na região. "Nesta localidade meus descendentes que vieram de Blumenau - Santa Catarina se estabeleceram, obtendo terras ainda virgens e meu bisavô Giuseppe Francisco Longo, meu avô Gomercindo Longo e seus irmãos, forneciam lenha em metro para alimentar as composições a vapor do ramal. Meu avô Gomercindo contava que certa feita lá no Desvio Giaretta, uma guarnição do exército se encontrava em marcha e parou próximo das terras de meu bisavô Giuseppe, e eles vinham percorrendo as propriedades pedindo comida, pois o trem havia quebrado no caminho e demoraria dias. Ele então falou ao capitão que mandasse seus homens matarem uma das vacas de leite recebidas do Governo, para alimentar sua tropa. Pouco tempo depois meu bisavô Giuseppe e bisavó Amábile foram presos por não falarem a língua portuguesa e foram alojados no Paiol-Grande em Erexim. Foi então que o referido capitão verificando os presos nas celas, identificou e reconheceu meus bisavós presos. Então deu a ordem ao seu sargento: - soltem imediatamente o Sr. Giuseppe e dona Amábile, pois eles tiraram comida dos seus filhos para alimentar meus homens" (Gilson Luiz Palma Longo, 28/1/2015).
(Fontes: Gilson Luiz Palma Longo; Gladis Helena Wolff: Trilhos de Ferro, Trilhas de Barro, 2005; Ariosto Borges Fortes: VFRGS, suas estações e paradas, 1962; Guias Levi, 1932-1980; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     
     
     
     
Atualização: 01.02.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.