A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1909-1955)
Santa Sofia
Santa Adélia
Jacaúna
...

Tronco EFA-1970
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Araraquara (1909-1955)
SANTA ADÉLIA
Município de Santa Adélia, SP
Linha-tronco - km 134,240 (1933)   SP-2587
Altitude: -   Inauguração: 15.06.1909
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolida)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 60. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Santa Adélia foi inaugurada em 1909, e, como a anterior, Santa Sofia, também em terras da fazenda do Sr.
Notícia publicada no jornal O Estado de S. Paulo de 23/4/1909 informava que a E. F. Araraquara "pediu autorização para abrir ao tráfego público as estações de Santa Sophia e de S. João de Ariranha, no prolongamento de S. J. do Rio Preto". S. João de Ariranha é o atual município de Ariranha, criado em 1918, mas que já existia como um distrito de Monte Alto desde 1907. Já Santa Adélia, onde foi construída a estação, era em 1907 "apenas uma extensa área coberta de matagais", mas quando o primeiro trem passou por ali já tinha diversas casas. Pertencia, no entanto, ao município de Taquaritinga. O nome de S. João de Ariranha terá sido o primeiro nome da estação ou já teria sido Santa Adélia, que somente se tornaria um distrito em 1911? Fica a dúvida.
Luiz Dumont. Ao redor da estação a cidade cresceu, e já em 1916 se tornava município. Em 1955, a estação foi desativada, com a construção da variante em bitola larga que foi construída passando a cerca de um quilômetro da linha velha, na cidade. Em 1987, apesar dos protestos da população, que queria a preservação do prédio, a Prefeitura

ACIMA: Pessoal da estação em 1913 (O Malho, 1/11/1913).
demoliu-o para fazer ali a estação rodoviária da cidade. Existe hoje, na linha da variante, outra estação com o mesmo nome, distante cerca de um quilômetro do local da original. (Ver estação de Santa Adélia-nova)
(Fontes: Darcy Simões; Hermes Y. Hinuy; O Estado de S. Paulo, coluna Há Um Século, 23/4/2009; Relação oficial de estações da EFA, 1933; Wikipedia, entrada em 23/4/2009; IBGE; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A fachada da estação em agosto de 1952. Foto Darcy Simões

A estação (lado da plataforma) sendo demolida em 1987. Foto Darcy Simões

E onde ficava a estação foi construída uma rodoviária. Foto Hermes Hinuy, em 11/2002
     
     
Atualização: 30.08.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.