A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Parada Sete
Tremembé
Parada Santa
...

Cantareira-1950

Guia de São Paulo-c.1964
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 2001
...

 
Cia. Cantareira (c.1895 -1941)
E. F. Sorocabana (1941-1964)
TREMEMBÉ - Cantareira
(também TREMEMBEÍ)

Município de São Paulo, SP
Linha-tronco - km 9,894 (1960)   SP-2941
Altitude: 762 m   Inauguração: c.1895
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O Tramway da Cantareira foi construído em 1893 para levar materiais para a construção da adutora que traria água do reservatório da Cantareira. No ano seguinte ele já estava funcionando em toda a extensão, da estação do Pari, na SPR, à Cantareira, pouco além do atual bairro do Tremembé. Em 23/09/1895, foram instituídas viagens de recreio para a população nos domingos e feriados e o transporte, poucos anos depois, tornou-se diário. Como a estação inicial de embarque para o público, na rua João Teodoro, era considerada longe do centro, prolongou-se em 1907 os trilhos até o atual Parque Dom Pedro II. Em 1908 iniciou-se a construção do ramal para Guarulhos. Já em 1920, a Cantareira era deficitária e o Governo tentou vendê-la à iniciativa particular, mas não houve interessados. O trem era entretanto o único meio de transporte até os bairros mais afastados e não era possível extingüi-lo. Em 1941, foi incorporado à E. F. Sorocabana, mas a situação não se alterou muito. A bitola estreita (60 cm) somente foi substituída pela métrica em 1947 no trecho mais longo (Tamanduateí-Guarulhos) e em 1959 no trecho original, enquanto a projetada eletrificação nunca veio. Em 1964, foi extinto o trecho original e em 31/05/1965, o trecho que sobrou, Areal-Guarulhos, foi suprimido de vez. No lugar do trecho entre a Luz e Santana existe hoje a linha do metrô, que também segue depois disso, até o Tucuruvi, o trecho aproximado do antigo ramal de Guarulhos.
 
A ESTAÇÃO: A estação do Tremembé deu origem ao bairro, e foi aberta por volta de 1895. Existem algumas fontes que dizem que um novo prédio teria sido construído em 1927, e que seria o atual. Foi uma das estações mais fotografadas durante sua existência.

"Creio que, como muita gente, estás enganado com o meu Tremembé. Não é aquella estação da Central, perto de Taubaté, onde pensas que fui lecionar com o Elisiario; é um lugarejo próximo de São Paulo, no Tramway da Cantareira, onde foi morar a minha gente. Não te impressiones... Actualmente estou em Piracicaba, donde regressarei em poucos dias, de forma que poderás escrever-me para Tremembé, porém com o accrescimo do - Tramway da Cantareira - sem o que a carta irá para a outra localidade, como já se tem dado com algumas, entre as

À ESQUERDA: Em 1913, acidente causou mortes na pedreira da ferrovia junto à estação do Tremembé (O Estado de S. Paulo, 25/9/1913)
. ABAIXO: Descarrilamento próximo à estação em 1962 (Folha de S. Paulo, 19/11/1962).

quaes esta última tua
" (trecho de carta de Leo Vaz para Sud Mennucci, em 20/3/1914). Após sua desativação em novembro de 1964 foi infelizmente demolida. Ficava onde hoje existe a praça Dona Mariquinha Sciascia, antigo largo do Tremembé. Nada lembra uma estrada de ferro hoje ali, tendo desaparecido trilhos, estação, porteiras... somente a alguns metros dali, na rua Mamud Rahd, antiga rua da Estação, por onde vinha o tramway da estação do Horto, sobraram algumas casas de ferroviários. Nos anos 1940, a estação teve o nome alterado pelo Conselho Nacional de Geografia (CNG) para Tremembeí, por causa da existência de outra estação com esse nome (Tremembé, no ramal de São Paulo da Central do Brasil). Algumas fotos mostram o novo nome, mas isso não alterou o nome do bairro. Com relação à foto abaixo que mostra os estudantes na plataforma, nos anos 1940: "Os estudantes da foto são do grupo escolar Arnaldo Barreto. Os Barretos foram pioneiros no bairro. Estudei neste grupo na década de 50/60. No dia da árvore, íamos de trem especial para o Horto Florestal com direito a Crush e pão com mortadela" (Júlio César de Paiva, 2001).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Julio Cesar de Paiva; Eduardo Britto; Comissão de Saneamento da Capital, 1895; Folha de S. Paulo, 1962; O Estado de S. Paulo, 1913; Mapa - acervo R .M. Giesbrecht)
     

Croquis da estação projetada em 1895, pela Comissão de Saneamento da Capital

Crianças esperam o trem na plataforma da estação de Tremembé, c. 1940. Foto cedida por Júlio C. Paiva


Estação de Tremembé, c. 1950. Ao fundo, casas do largo. Foto cedida por Júlio C. Paiva


A estação, já Tremembeí, em 1960. Foto cedida por Eduardo Britto

O trem diesel na estação, c. 1962. Foto cedida por Júlio C. Paiva

O trem diesel na estação, c. 1962. Foto cedida por Júlio C. Paiva
     
Atualização: 17.04.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.