A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
São Joaquim
Vila Mariana
Encontro
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 2016
...
 
Cia. Carris de Ferro de Santo Amaro (1885-1900)
Light and Power (1900-c.1905)
VILA MARIANA
Município de São Paulo, SP
Tronco - km   SP-3888
Altitude: -   Inauguração: 1885
Uso atual: demolida (1905)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1886
 
 
HISTORICO DA LINHA:
 
A ESTAÇÃO: A estação de Vila Mariana foi inaugurada em 1886. Seu local era mais ou menos no ponto que a rua Domingos de Moraes faz esquina com a atual Praça Teodoro de Carvalho e a rua Sud Mennucci, antiga rua Araxans.

Atrás da estação existia um pátio de cargas. No início, havia um ramal que saía desta estação pela rua Neto de Araújo e seguia para o largo do Cambuci pela avenida Lins de Vasconcellos. Há pouquíssimas informações sobre este ramal.

Com a compra da linha pela Light, em 1900, poucos anos depois (entre 1903 e 1904), a linha foi eletrificada até ali (e dali ao Matadouro). Ela passou a ser o ponto inicial da linha a vapor para Santo Amaro, e assim ficou até 1914, quando a linha a vapor foi suprimida. Nessa altura, a estação já nem existia mais: existia a garagem de bondes ali.

A estação foi demolida em 1905 para dar lugar à "estação de bondes", na verdade, uma garagem de bondes, da Light, a "estação de bondes da Vila Mariana", pronta em 1911, que ocupava uma área com prédio e pátio de manobras entre as ruas Domingos de Moraes e Vergueiro. Essa garagem, que passou a ser da CMTC a partir de 1947, e da qual ainda me lembro, foi demolida em meados dos anos 1960, quando os bondes que seguiam para o Jabaquara foram desativados (1966) e o terreno vazio passou a ser utilizado como depósito de materiais para o metrô que começava a ser construído no final dos anos 1960.

Mais tarde, parte do terreno virou um posto de gasolina, ao lado da praça Teodoro de Carvalho, posto este desativado há anos.
ACIMA: A localização da futura estação de Vila Mariana em 1883, "um pouco além da chácara de José Antonio Coelho" e ainda sem nome (O Estado de S. Paulo, 15/6/1883).
À ESQUERDA: A Estação de Vila Mariana era uma estação urbana da cidade de São Paulo. Em 1906, a correspondência postada na agência era coletada três vezes ao dia pelos carteiros da administração regional, com exceção da correspondência registrada, que era transportada, através de mala postal, por estafetas ferroviários. Esse transporte era feito pela E. F. Santo Amaro ou pelos bondes da Light & Power. Interessante notar que essas informações foram retiradas do Guia Postal Brasileiro de 1907 (refere-se ao ano de 1906) e ele distingue as duas companhias, apesar da Santo Amaro já ter sido incorporada pela Light, em 1900. O selo onde está aposto o carimbo é do período do império, sendo específico seu uso, para franquear jornais (Marcio Protzner, 04/2009).

ACIMA: A garagem de bondes que ficou pronta em 1911 substituiu a estação antiga e funcionou até 1968, quando foi definitivamente desativada e demolida. O terreno está vazio até hoje (2015) (Acervo Light - foto de dezembro de 1912).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Márcio Protzner; S. P. Light and Power: Relatórios anuais, 1901-20; O Estado de S. Paulo, 15/6/1883); Waldemar Stiehl: História dos Bondes em São Paulo, 1978)
     

A estação de Vila Mariana em 1890 (?). Autor desconhecido

A estação na mesma época. Autor desconhecido
 
     
Atualização: 19.12.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.